DestaqueEleições 2022

ELEIÇÕES 2022. MDB do Rio Grande do Sul lança plano de governo. Só falta definir quem será o candidato

Ato teve os ex-governadores Pedro Simon, Germano Rigotto e José Ivo Sartori

Congresso Estadual do MDB ocorreu neste sábado (4), em Porto Alegre. Foto Divulgação

Por Assessoria de Imprensa do MDB/RS

“O que trazemos hoje aqui é o resultado de uma reflexão construída com todos que estão aqui e mais outros tantos que acompanharam todo o processo”. Assim, o coordenador da plataforma para o plano de governo do MDB-RS e economista, Gustavo Grisa, apresentou a síntese do documento lançado neste sábado (4), no Congresso Estadual Caminhos do Rio Grande, Futuro da Nossa Gente, em Porto Alegre, que reúne princípios e legados do partido no Rio Grande do Sul.

Com a participação da base partidária, o documento aponta quatro caminhos que conduzirão a sigla nas próximas eleições: da responsabilidade e da inovação pública – com o compromisso do MDB em continuar a fazendo governos responsáveis; da inclusão produtiva e do empreendedorismo; da nova economia e sociedade – com o olha no futuro e nas novas formas de fluxos econômicos para que o RS volte a crescer; e da integração regional.

A unidade do partido, o protagonismo da militância e o reconhecimento aos governos e lideranças do MDB ao longo da história conduziram o pronunciamento do presidente estadual da sigla, deputado federal Alceu Moreira. Em um discurso de agradecimento e na presença dos três ex-governadores Pedro Simon, Germano Rigotto e José Ivo Sartori no palco do Teatro Dante Barone, Alceu ressaltou que naquelas cadeiras estavam representadas as raízes da legenda.

Sobre a plataforma de governo apresentada, Alceu afirmou que o MDB construiu um plano que prioriza a inclusão a reinserção das pessoas no mundo produtivo, para dar a oportunidade de igualdade.

“Quando começamos este projeto, não sabíamos como aconteceria a sua evolução. Foi um aprendizado para todos e o resultado apresentado hoje é um plano de futuro para o Estado totalmente voltado para nossa gente, para melhorar a vida das pessoas, que deve funcionar para todos os gaúchos”, destacou Alceu.

Na sequência, o presidente da Assembleia Legislativa e secretário-geral do MDB gaúcho, deputado Gabriel Souza, reiterou a importância da militância – que tornam o partido do tamanho que ele é.

“O MDB está mobilizado e pronto para voltar ao Palácio Piratini. Estaremos juntos, perfilados, para ganhar a eleição de 2022”, afirmou. Gabriel disse ainda que Sartori é a unanimidade para o cargo que ele quiser concorrer nas eleições de 2022 e que Alceu está pronto para ser o candidato a governador.

Mas acima de um nome, Gabriel sustentou a continuidade da agenda iniciada por Sartori, alicerçada no tripé composto do equilíbrio fiscal, da rediscussão do tamanho do Estado e da modernização da máquina pública.

“Acima das eventuais divergências, está o interesse público. Precisamos dar continuidade à agenda transformadora e corajosa que produz resultados concretos para a vida das pessoas. Temos que dar sequência nessa lógica de reformas, que devem nos guiar para uma terceira edição atualizada com os nossos desafios do século XXI”, declarou, Gabriel.

Momento histórico
Com a presença de filiados e de dirigentes de todas as regiões do Rio Grande do Sul, o Congresso Estadual se configurou em um momento histórico. A forma inédita como a sigla redigiu a proposta para o plano de governo – baseada em pesquisa e com a participação massiva da base – e a representatividade do partido para o desenvolvimento do Estado marcaram a edição.

No palco, os três governadores emedebistas Pedro Simon (1987-1990), Germano Rigotto (2003-2007) e José Ivo Sartori (2015-2019) tiveram resgatados os feitos de suas administrações, que seguem inspirando e influenciando positivamente a vida dos gaúchos. Também constam no documento as contribuições do governador Antonio Britto (1995-1999).

O Congresso Estadual realizado neste sábado (4), representou o fechamento de uma série de oito encontros macrorregionais – que de 23 de setembro a 11 de novembro percorreu as cidades de Erechim, Pelotas, Novo Hamburgo, Estrela, Caxias do Sul, Santa Maria, Cruz Alta e Alvorada. Além da série, os emedebistas de todas as regiões participaram de dezenas de reuniões de trabalho, para debater e redigir às suas propostas para o RS.

A solenidade de entrega do plano, ocorrida ao meio-dia, pode ser conferida pelo canal do partido no YouTube.

Líderes destacam a relevância do projeto
Ao destacar a caminhada, mobilização e projeto de futuro do MDB, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, classificou as quatro gestões do partido frente ao Palácio Piratini como modernas, transformadoras e corajosas. Disse ainda que é o partido tem grandes nomes para assumir a missão de concorrer a governador, mas que larga na frente no processo, demonstrando competitividade quando comprova a sua preocupação com um projeto para o Estado.

“Fazer política é a forma mais elevada de fazer o bem comum”, arrematou Melo.

Pedro Simon, primeiro governador a discursar, evidenciou a relevância da proposta apresentada. Analisou que, em um cenário com partidos políticos perdendo expressão, o MDB gaúcho demonstra a sua capacidade, a sua garra e a sua autoridade político e administrativa na hora de governar.

“Estamos traçando um caminho espetacular”, sustentou Simon.

José Ivo Sartori, muito aplaudido pelos presentes, trouxe uma reflexão sobre a necessidade de os partidos terem mais clareza e objetividade em suas propostas, para de fato contribuírem para o processo democrático. Enfatizou a contribuição histórica do MDB através de sua luta pela redemocratização e pelo legado dos seus governadores, prefeitos, vices, vereadores e parlamentares.

“Temos gente boa em todas as esferas, pessoas que nos orgulham”, frisou. Ainda defendeu a necessidade urgente de uma reforma política para o Brasil. “Sem isso não se muda a realidade do país”, justificou Sartori.

Germano Rigotto falou sobre as qualificações da legenda para construir uma nova vida para o Estado e para o Brasil.

“O MDB tem passado, tem presente e terá futuro”, declarou.

Ele destacou ainda a competência do partido para aglutinar forças, mobilizar a militância e de trabalhar coletivamente.

“Participei de todos os encontros da série Caminhos do Rio Grande, sete presenciais e um online, e pude perceber à disposição do MDB”, enfatizou Rigotto.

E arrematou: “Independente de quem vencer às prévias do partido, será o vencedor das eleições para governador”.

Ressaltando a necessidade de o partido ter uma agenda para o Brasil, Rigotto ainda parabenizou a iniciativa do comando nacional de lançar à pré-candidatura da senadora Simone Tebet à presidência da República.

O Congresso Estadual Caminhos do Rio Grande – Futuro da Nossa Gente foi concluído com o descerramento da plataforma para o plano de governo. O evento foi realizado de acordo com todas as normas de prevenção, com distribuição de máscaras e totens de álcool em gel, com observância para que não ocorresse grandes aglomerações. A programação também foi integrada por tribuna livre e pelos pronunciamentos de líderes, entre os quais, deputados estaduais e federais.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo