DestaqueSanta Maria

CIDADE. Não aparecem interessados em comprar prédio da Rio Branco. Prefeitura publicará novo edital

Nova tentativa, ainda sem data, poderá incluir permuta por área construída

Licitação será revista e relançada futuramente para solucionar questão que se estende há mais de 50 anos (foto Ariéli Ziegler/Prefeitura)

Da Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas, informa que o edital licitatório para alienação do prédio denominado Condomínio Galeria Rio Branco, na Avenida Rio Branco, resultou deserto.

A abertura das propostas estava marcada para a manhã desta terça-feira (25). Entretanto, o Executivo Municipal já trabalha em um novo edital para vender o local e cumprir o objetivo de solucionar a demanda que já é histórica. 

“O nosso governo está buscando alternativas para resolver definitivamente a situação do Prédio da Rio Branco, que se arrasta por mais de cinco décadas. Tivemos uma licitação deserta, mas, como sempre digo, não existe solução fácil para problemas complexos. Por isso, vamos continuar buscando alternativas e não iremos desistir. Seguiremos com compromisso e transparência”, afirma o prefeito Jorge Pozzobom

De acordo com o secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Marco Mascarenhas, pessoas interessadas em participar da licitação chegaram a visitar o prédio nas semanas anteriores para avaliar a viabilidade de ingressar no certame público. Porém, formalmente, neste edital, não houve interessados. 

A Prefeitura de Santa Maria segue as normas da Lei Municipal 6.429, aprovada em 2019, que prevê duas soluções possíveis para o referido imóvel: alienação e permuta por área construída, nessa ordem necessariamente. A alienação do imóvel consiste na venda do mesmo.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Nenhum espanto. Novo edital deve ter o mesmo efeito. Prefeitura insiste para vender a idéia de que ‘está fazendo alguma coisa’. Padrão é tentar empurrar para a iniciativa privada os problemas que não consegue resolver. Mais ou menos como as ‘compensações’. Dizem que o Jobim vai arrumar a Praça Saldanha Marinho. Obvio que não vai tirar do bolso dele, vai cair na conta do empreendimento. Cujo preço sobe. Num mercado que não está lá estas coisas. Falta ‘penso’ no paço municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo