DestaqueEstado

ASSEMBLEIA. Falta quórum e votação de projetos polêmicos deve ficar só para a próxima semana

Trocão estadual para as BRs e teto de gastos, proposições ainda sem decisão

Sessão suspensa pela ausência de quorum. Em princípio, votações ficam para a próxima semana (Foto Joaquim Moura/Agência ALRS)

Reproduzido do Site do Correio do Povo / Texto assinado por Mauren Xavier

A ausência de quórum mínimo nesta terça adiou a votação de projeto polêmico no plenário da Assembleia Legislativa gaúcha. A expectativa era de que fosse analisada a proposta de lei complementar que altera a lei do Teto de Gastos, que é considerada fundamental para a homologação da adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do governo federal. 

O projeto, que envolve a renegociação da dívida do Estado com a União, porém, tem recebido muitas críticas da oposição e de aliados. Antes da sessão, o governo acreditava ter conseguido os 28 votos mínimos necessários para aprovar o texto. A última conversa ocorreu durante café da manhã no Piratini. 

Com o encerramento da ordem do dia, o líder do governo, Frederico Antunes (PP), sugeriu que a proposta fosse votada em sessão na quarta-feira. O presidente da Casa, Valdeci Oliveira (PT), informou que analisará o pedido. Enquanto isso, a bancada do PT pede que a análise ocorra apenas na próxima semana. 

Na tribuna, a deputada Luciana Genro (PSol) criticou o texto, informando que a adesão ao Regime deixará o próximo governador engessado. Também afirmou que o valor da dívida já foi paga. 

A ausência de quórum foi celebrada pelo público que ocupava as galerias. Enquanto isso, alguns deputados informaram que houve problema no painel de votações, uma vez que não conseguiram fazer o registro da presença. 

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo