DestaqueSaúde

COVID. Governo do RS identifica aumento ‘leve’ de casos e reforça a necessidade da 3ª dose de vacina

Mais uma semana sem alertas nem avisos. Mas preocupação ainda se mantém

No momento, a taxa de ocupação das UTIs nos hospitais do Rio Grande do Sul é de 67,5% (Foto Silvio Avila/HCPA/Divulgação)

Reproduzido do jornal eletrônico SUL21 / Com informações do Governo do Estado

Pela nona semana consecutiva, o governo estadual não emitiu Alertas ou Avisos no Sistema 3As de Monitoramento, após reunião do Gabinete de Crise nesta quarta-feira (11), responsável pelo gerenciamento da pandemia no Rio Grande do Sul. O Gabinete, entretanto, identificou um “leve aumento” no número de casos confirmados de covid-19 no estado.

Segundo o governo, o momento não é de preocupação em relação ao aumento de internações, mas reforça a necessidade da população buscar a dose de reforço da vacina contra a covid-19. Atualmente, cerca de 79,5% da população residente no RS está com o esquema vacinal primário (duas doses) completo, mas apenas 49,9% tomou a dose de reforço.

Na última semana, a média móvel de casos confirmados de covid-19 cresceu 15%. Com isso, a incidência semanal no RS é 132,2 casos para cada 100 mil habitantes. No mesmo período, houve crescimento de 23 pacientes internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, e a diminuição de 10 pacientes em UTI. No momento, a taxa de ocupação das UTIs do RS é de 67,5%. Houve 44 óbitos na semana, média de 6,3 óbitos por dia.

A média móvel dos últimos sete dias de internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, é de 341. De acordo com o governo, isso representa uma estabilidade percebida desde 25 de abril, embora exista elevação nos últimos três dias. Já a média móvel do mesmo período de internados em UTIs, entre suspeitos e confirmados, é de 139, o que também evidencia uma estabilidade nas últimas três semanas.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo