Arquivo

Desenvolvimento. Comitê de empreendedorismo e as ações para fortalecer a economia municipal

A assessoria de imprensa da Prefeitura tem produzido e distribuído aos veículos de comunicação uma série de reportagens sobre a economia da cidade. O texto mais recente trata de ações públicas em relação ao desenvolvimento. O destaque, como você vê no material assinado por Matheus Rivé, com a colaboração de Fernando Ouriques da Silva, é o Comitê de Empreendedorismo. Acompanhe:


”Desenvolvimento se faz com empreendimento

 

Desenvolver a economia de uma cidade exige caráter empreendedor de seus empresários. Para que Santa Maria cresça e comporte os profissionais aqui capacitados, diversas ações são promovidas pela Prefeitura. Na reportagem de hoje, a série de reportagens “Economia em Pauta” traz algumas iniciativas apoiadas pelo Executivo Municipal.

Comitê do Empreendedorismo
O Comitê do Empreendedorismo, entre outras entidades, promove ações que a médio e longo prazo fortalecem a economia do município. Idealizado pelo Escritório da Cidade, o Comitê de Empreendedorismo busca agregar as iniciativas do setor na cidade com o apoio de empresários, instituições de ensino Sistema “S” (SEBRAE, SESC, SESI e SENAC) e poder público. A principal missão é promover a ampliação da cultura empreendedora e o empreendedorismo, visando o desenvolvimento sustentável da região de Santa Maria. Existem, atualmente, cinco eixos de ação, entre eles, a implantação do Parque Tecnológico do município e o incentivo à cultura do empreender, nas escolas. O grupo gestor do Comitê é formado pela Prefeitura Municipal, UFSM, UNIFRA, ULBRA, SEBRAE, CACISM e AJESM.

Parque Tecnológico
Tecnologia é um dos setores da economia que proporcionam crescimento consistente. No Brasil, o Ministério da Ciência e Tecnologia pretende investir no setor, em 2008, 10 % a mais do que em 2007. Parte desse percentual chegou à Santa Maria por meio de R$ 2 milhões que a Prefeitura buscou junto ao Governo Federal para a implantação do Parque Tecnológico.

Estima-se que o Parque Tecnológico possa abrigar na fase inicial, de 15 a 20 empresas, de pequeno e médio porte de diversos setores, uma vez que as universidades locais produzem um grande volume de mão de obra. O objetivo é dar suporte a todos estes profissionais de forma que possam criar empresas de base tecnológica.

Segundo o coordenador do Comitê de Empreendedorismo, Ricardo Diaz, o Parque Tecnológico vai transformar os profissionais capacitados na cidade em empreendedores. “Ao investir em tecnologia Santa Maria vai se transformar em um pólo que incentiva empresas e instituições a investirem no desenvolvimento de novos produtos e processos”, explica. O coordenador ainda diz que o Parque dará suporte para que os profissionais qualificados se mantenham na cidade. “Com iniciativa, Santa Maria não vai mais exportar cérebros”, avalia Diaz.

O Presidente do Escritório da Cidade, Vilson Serro, explica que o complexo vai aliar pesquisadores, que desenvolvem os produtos, e os empresários, que têm interesse logístico no que é desenvolvido pelos estudiosos. Ele explica também que o complexo é uma entidade sem fins lucrativos. “O Parque beneficiará a população santa-mariense em vários aspectos, como o aumento do capital circulante e da movimentação da economia da região, servindo também como um elo entre pesquisadores acadêmicos e o âmbito empresarial”, declara Serro.

O Parque será instalado no Distrito Industrial em uma área de 4,5 hectares, cedida pela Secretaria de Desenvolvimento e Assuntos Internacionais do Governo do Estado (Sedai). A área física prevê biblioteca, auditório, laboratórios e espaços para encubação. A estrutura contará também lanchonete, local de convivência, caixa eletrônico.

Estímulo desde cedo
Para incentivar o empreendedorismo nas escolas, o Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), vai promover oficinas de capacitação para os professores das escolas municipais de Santa Maria. A iniciativa é do Comitê do Empreendedorismo que busca atingir os estudantes do ensino fundamental, por meio de seus professores. Segundo o coordenador da entidade, Ricardo Diaz, é preciso estimular o caráter empreendedor dos jovens para que eles desenvolvam Santa Maria. “Santa Maria já é um pólo de formação. Para que possamos mudar a matriz socioeconômica da cidade precisamos despertar nos jovens o perfil empreendedor”, avalia Diaz. “


 

SUGESTÃO DE LEITURA clique aqui, se desejar outras informações oriundas da assessoria de imprensa da Prefeitura.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo