Arquivo

Sonho. Paim vai a Temer, para agilizar projetos. Um deles é o que favorece os aposentados

O senador Paulo Paim (foto) logrou uma vitória na sua Casa. Lá foi aprovado o projeto dele, que beneficia os aposentados com o fim do chamado “fator previdenciário”. Na Câmara dos Deputados, porém, a história é outra. Inclusive pelo vagar com que anda a proposta, que precisa ser votada também lá.

 

Como noticiei na última segunda-feira (confira aqui), a intenção do relator da comissão especial que trata do assunto, Pepe Vargas, seria apresentar seu relatório nesta segunda-feira. Então, o jeito é esperar. Mas depois ainda irá para duas outras comissões, até que chegue ao plenário, para votação.

 

Paim, ao que parece, quer dar uma forcinha. Tanto que, como mostra reportagem da Agência Senado, divulgada na sexta-feira, pretende ir a Michel Temer nesta semana. Vai pedir agilidade ao processo. E não apenas em relação ao projeto dos aposentados, como você verifica no texto assinado por Iara Guimarães Altafin, com foto de José Cruz. Acompanhe:

 

“Paim apelará a Temer em favor dos aposentados e pela aprovação do Estatuto da Igualdade Racial

O senador Paulo Paim (PT-RS) reúne-se na próxima semana com o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, buscando agilizar a votação do Estatuto da Igualdade Racial e de projetos que beneficiam aposentados e pensionistas. De acordo com o parlamentar, que falou em entrevista à Agência Senado, é urgente que o Brasil tenha regras para assegurar a recomposição das aposentadorias e possa dispor de uma legislação que fortaleça o combate à discriminação racial.

Paim disse estar trabalhando para que o Estatuto da Igualdade Racial (PLS 213/03, que na Câmara tramita como PL 6264/05) possa ser sancionado pelo presidente da República no dia 21 de março, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial. A data lembra o chamado Massacre de Shaperville, ocorrido em 1960 na África do Sul, quando policiais mataram 69 negros que participavam de uma manifestação contra o apartheid – regime de segregação racial vigente à época naquele país.

– Queremos fazer um movimento para que o estatuto seja, de uma vez por todas, aprovado, com a perspectiva de que seja sancionado pelo presidente da República em vinte e um de março, que é o dia internacional da luta contra os preconceitos – disse o senador…”

 

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI .

 

SUGESTÃO DE LEITURA – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas e distribuídas pela Agência Senado.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo