Sem categoria

O CONFLITO. No primeiro artigo de Carlos Dominguez, a morte de Elton da Silva. Pelas costas

“…São Gabriel sempre foi terra de luta. Para quem estava na fazenda invadida, antes das 7h, a situação já era complicada. A BM tentava destruir uma trincheira cavada pelos sem-terra com um trator mas a tentativa não estava dando muito certo. Sobrou para a cavalaria dissolver a resistência e tentar fazer cumprir a ordem judicial. Foices, paus e pedras não são eficientes contra a cavalaria. Ainda mais em meio a nuvens de gás. Toda a “ação” não durou mais de cinco minutos. Para quem está em conflito cinco minutos são longos e perversos. Em cinco minutos se cria e se tira a vida de muitas pessoas. Foi muito grito, choro, tiro, espada, pedra, pau, grito, fumaça, berro, dor e pavor.

No terreno aberto o grupo dos sem-terra estava dentro de um largo semicírculo formado pelos brigadianos. Dos 270, 60% eram mulheres e crianças. Quando começou a briga, os sem-terra acabaram ficando divididos em dois grupos. Um com a maioria de mulheres e crianças e outro, na barricada, com mais homens. Mas o barulho era alto em todo o local. Gritos de dor e de enfrentamento. Momento de conflito. Ninguém pinta o retrato de um buchincho quando estoura…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo “Morto pelas costas”, do colaborador semanal Carlos Dominguez. Formado pela UFSM e pós-graduado em Comunicação e Cultura na UFRJ, ele é repórter freelancer, professor do Curso de  Jornalismo da UFSM/Cesnors em Frederico Westphalen e coordenador da Agência de Notícias Da Hora. E publica hoje seu artigo de estréia neste (nem sempre) humilde sítio.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo