Assembleia

IMPEACHMENT. Parecer que absolve Yeda é lido na AL. Oposição recorre ao Judiciário

Cassiá Carpes, um dos leitores do parecer que absolve Yeda
Cassiá Carpes, um dos leitores do parecer que absolve Yeda

A bancada da oposição na Assembléia Legislativa impetrou, no final da tarde desta terça-feira, mandado de segurança no Tribunal de Justiça do Estado, contra a votação do relatório de pedido de impeachment da governadora Yeda Crusius, acontecida semana passada na Comissão Especial presidida pelo deputado Pedro Westphalen, do PP e da base governista.

Entre as irregularidades apontadas na ação, que ainda não tem resultado conhecido, está a participação do deputado Carlos Gomes, do PRB, na comissão. (mais detalhes, AQUI).

Independente disso, o processo seguiu seu rumo e o relatório, da tucana Zilá Breitenbach, acabou sendo lido na sessão de ontem, do parlamento gaúcho. Agora, irá, junto com a denúncia, ser publicado no Diário da Assembléia. O plenário o votará, provavelmente, na próxima semana.

Mais detalhes da leitura do parecer e dos procedimentos que se darão a partir de agora, você confere na reportagem produzida pela Agência de Notícias do Legislativo. O texto é de Michele Limeira, com foto de Marco Couto. A seguir:

Leitura do parecer da Comissão Especial do Impeachment marca início da sessão

No período de Expediente, da sessão plenária da tarde desta terça-feira (13), ocorreu a leitura do parecer da Comissão Especial que trata da denúncia por crime de responsabilidade contra a governadora Yeda Crusius. O texto foi lido pelo segundo secretário da Mesa, deputado Nelson Härter (PMDB) e pelo quarto secretário, Cassiá Carpes (PTB) e ocupou quase duas horas da sessão. O plenário desta tarde continua com o período do Grande Expediente e, em seguida, com ordem do dia, na qual constam sete matérias.

O parecer foi aprovado na Comissão Especial na quinta-feira passada (8). Amanhã (hoje, 14), o parecer e a denúncia encaminhada à Assembleia pelo Fórum dos Servidores Estaduais serão publicados no Diário Oficial. A previsão é de que o relatório seja apreciado em plenário na sessão da próxima terça-feira (20). O plenário é soberano na decisão e o resultado da votação arquivará ou dará prosseguimento ao processo de impedimento da governadora…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, outras informações oriundas da Agência de Notícias da Assembléia Legislativa.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo