Congresso

VIOLÊNCIA URBANA. CPI vai a Manaus. Lá, deputado foi cassado por suspeita de mandar matar nove pessoas

Depois do Rio de Janeiro, há duas semanas; agora, Manaus. A Comissão Parlamentar de Inquérito que trata da violência urbana, se desloca para discutir o tema. O que os integrantes da CPI farão no Amazona e os próximos passos da comissão você fica sabendo no material enviado pela assessoria do deputado Paulo Pimenta (PT), relator da CPI.

CPI da Violência Urbana deve realizar diligência em Manaus

A CPI da Violência Urbana vota nesta quarta-feira (11) o requerimento, de autoria do relator da comissão, deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), que solicita a realização de diligência na cidade de Manaus, Estado do Amazonas.  O objetivo da CPI é ouvir informantes, testemunhas e indiciados ligados ao recente episódio que ocasionou a cassação do mandato do ex-deputado Francisco Wallace Cavalcante de Souza, suspeito de envolvimento no assassinato de nove pessoas.  

Segundo Pimenta, a diligência tem o intuito de garantir para as autoridades locais, que estão enfrentando essa onda de violência, o apoio da Câmara dos Deputados. A CPI recebeu informações de que, inclusive, autoridades públicas, estão sendo ameaçadas de morte, criando um clima de terror e medo na cidade.

Também na quarta-feira, a Comissão realiza audiência pública para debater o tema “Juventude negra, a principal vítima da violência no Brasil”. Para discutir o assunto, foram convidados o Coordenador do Laboratório de Análises Econômicas, Históricas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais (LAESER), do Instituto de Economia (IE), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Marcelo Jorge de Paula Paixão, e a Coordenadora Executiva do CEAFRO, Programa do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) da UFBA e Presidente do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado da Bahia, Vilma Reis. A reunião da CPI da Violência Urbana acontece a partir das 14h30 na Câmara dos Deputados.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo