CrônicaCulturaHistória

OS ANOS ZERO-ZERO. Rogério Koff antecipa retrospectiva (positiva?) da década

“…Tudo começa com aqueles doidos jogando aviões contra o World Trade Center e o Pentágono. Depois vieram a segunda Guerra do Golfo, a invasão do Iraque, a execução de Saddam Hussein, a interminável caça a Bin Laden nas montanhas do Afeganistão. Chegamos perto do final dos zero-zero com muito mais medo do que pode acontecer com nosso planeta, irritados com o fracasso da agenda de Copenhague e sacudidos dia após dia por uma seqüência de catástrofes naturais, respostas que o meio ambiente está oferecendo a um progresso tecnológico inconseqüente.

Querem mais? Primeiro presidente negro nos Estados Unidos, Obama ganha um Nobel antecipado, talvez em razão de que poucos acreditem de que mesmo ele possa ser o grande negociador da paz mundial. No Brasil, país de imensas injustiças, provamos que a mobilidade social é um sonho possível na eleição de um presidente com origens humildes na classe operária. Termina dois mandatos com grande popularidade, infelizmente com respingos de mensalão e o realinhamento na política pragmática de alianças questionáveis. Isto sem falar em…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Deu pra ti anos 00”, de Rogério Koff, colaborador semanal deste sítio. Koff é professor do Curso de  Jornalismo da UFSM e Doutor em Comunicação e Cultura pela UFRJ. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo