Câmara de VereadoresPrefeituraSanta Maria

TUDO VAPT-VUPT. Prefeitura quer criar a CIP a toque de caixa. Nada de debater com a população

Não importa, aqui, a opinião deste sítio, de resto favorável (agora e há quatro anos) à cobrança da Contribuição para a Iluminação Pública. O que interessa é saber como a chamada (indevidamente)“taxa da luz” está sendo criada. E aí, não tem como não dizer: ao contrário de Valdeci Oliveira, que discutiu o assunto com um balaio de gente e até teve contra si uma série de protestos liderados por vereadores (e secretários) hoje no governo, o prefeito Cezar Schirmer quer aprovar a CIP a toque de caixa.

Prefeito com edis: decisão será tomada em menos de uma semana. O legítimo vapt-vupt
Prefeito com edis: decisão será tomada em menos de uma semana. O legítimo vapt-vupt

Exagero? Má vontade? É? Então, confira o que está no último parágrafo do material distribuído pela Superintendência de Comunicação Social da Prefeitura:”  projeto deverá ser distribuído às comissões da Casa e seu envio a plenário para o processo de discussão e votação poderá ocorrer já na próxima terça-feira (15).”

Então, vamos combinar: não é “debatendo” o assunto em duas sessões (ou quatro ou cinco, se necessárias as extraordinárias para cumprir o rito legislativo), realizadas num espaço de cinco dias, em meio a um final de semana, que se está permitindo a efetiva participação da comunidade que, afinal de contas, vai pagar a conta. E não adianta o pessoal ficar brabo: é assim mesmo que se pretende fazer. No vapt-vupt. E pronto. Até para evitar um período de maior desgaste político daqueles que terão que mudar radicalmente de opinião.

A propósito, os vereadores (do governo e da oposição) foram convidados a conversar com o governo municipal. A reunião se deu nesta quinta-feira, conforme relato constante no sítio da Prefeitura na internet. A foto é de Felipe Pires. Confira:

 “Prefeito apresenta a vereadores proposta de contribuição para melhoria e ampliação da iluminação Pública

O prefeito Cezar Schirmer reuniu-se na tarde desta quinta (10) com os vereadores de todas as bancadas para apresentar o projeto de lei que visa instituir no município a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (CIP). Schirmer explicou aos vereadores que a contribuição prevista no projeto compreende a iluminação de vias, logradouros e demais bens públicos de uso comum, além da instalação, manutenção, melhoramento e expansão da rede de iluminação pública. O Chefe do Executivo destacou ainda a relevância da medida que também terá grande repercussão na segurança pública. “A delinquência não gosta do escuro, por isso a iluminação é um fator afirmativo no combate a insegurança”, disse Schirmer.

Na sua apresentação, o prefeito relatou que valor da contribuição a ser mensalmente cobrado será calculado em percentuais variados conforme as classes de consumidores e a quantidade do consumo de cada um. Nas contas residenciais, os percentuais variam de 2 a 10% sobre o total da fatura, de modo que uma residência com um consumo médio mensal de R$ 100 pagará R$ 4 pelo serviço de iluminação pública. Já nas residências de baixa renda o percentual é fixo de 2%, independentemente do consumo.

Na indústria, os percentuais partem de 2 até 16%; no comércio, de 4 a 16%, nas áreas rurais, de 2 a 8%, e 2% nas propriedades que usam prática da irrigação de lavouras. Entre os próprios públicos apenas ficam isentos os de propriedade do município…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas e distribuídas pela Superintendência de Comunicação Social da Prefeitura.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

13 Comentários

  1. há onde anda Frederico a U.A.C ainda existe e tu não conseguiu destruir a U.A.C. abandonou a entidade ela não morreu continua firme e forte, com interesse para a população.
    Em reuniao com Executiva decidimos falar com o Prefeito para retirar o projeto de lei para melhor analizar junto com as comunidades

  2. POIS É JEAN! minha mãe é servidora municipal e está abismada com tanta inoperância nesse governo, sem falara que estão enrolando ela no recebimento do seu abono permanência, tudo culpa de uma CC da SMED que acha que está acima do bem e do mal e esquece de trabalhar
    Governo extremamente politiqueiro! Sem falar que ela conheçe o “estimado” TUBIAS desde guri e nem assim eles resolveram o problema
    No governo do PT era só pedir que eles sempre estavam a postos porque sempre deram extrema importância para esta classe, e neste desgoverno até greve já teve!
    Quanta incompetência!
    Sem falar que pregaram em 2008 a eficiência , sei!
    Conheço bem essa “eficiência PMDBista”!

  3. Tiago, ainda faltou o citar que os servidores não podem entrar no Centro Administrativo pelo portão do estacionamento do prefeito e dos secretários, mais uma demonstração de que querem distância dos servidores.@TIAGO FERNANDES

  4. Esse é o resultado que o eleitor consegue quando vota na emoção!Na última eleição o que valia era o anti petismo e aí o povo se esqueceu de um fator fundamental no equilibrio de poder que é ter um bom espaço para a oposição, deram maioria na camara ,cheque em branco para o prefeito agora colham os frutos!

  5. Reafirmo aqui que sou Favorável a CIP, desde que haja retorno para a sociedade. Não posso deixar de comentar este assunto pois assisti na TV Câmara o Presidente e Vereador João Carlos Maciel já preparando o terreno para votar favoravelmente a CIP, inclusive afirmou que foi e é contrário, mas em seu programa de rádio tem realizado enquetes e o povo “poderá”, através da votande popular, convencê-lo a ser favorável, pois o povo o elegeu para representá-los. Quanta demagogia e falta de respeito.
    Sobre os demais vereadores ainda quero ouvir as manifestações do Claudio Rosa, que insisto sinto falta dos gritos dele que eu ouvia lá da Rio Branco, e o voto do Fort que foi contra, apoiando a oposição, e que até agora não se manifestou. Aliás o Fort tem se mantido quieto demais, ficando só na leitura dos projetos, ordem do dia, verificação de quórum, e nada mais.

  6. Incrível a falta de coerência deste governo, um prefeito que fica alardeando nos restaurantes que o restaurante popular é um lixo, que não usa o mesmo elevador porque não anda junto com funcionário é admissível uma atitude como esta: vergonhosa e cabulosa!
    Seu governo tem sido omisso com as necessidades básicas da população, as ruas esburacadas, a saúde precária, praças atiradas e a única coisa que este mandato fez foi trazer balão e jogo de futebol!
    O que isso trouxe de bom para cidade, cade as promessasd milagrosas que o nosso prefeito falou, é uma vergonha!
    Um homem tem de ter e honrar a sua palavra, me adimiro que este prefeito faça isso porque vem de uma classe antiquada, pitoresca e populista de políticos, visam o desenvolvimento próprio e esqueçem que o povo hoje não é mais o mesmo que antigamente. Felizmente 2010 está aí e veremos o quanto este desgoverno foi competente, o quanto fez e o que ainda fará porque até agora o seu discurso foi a fábula e a imaginação de um sonhador.
    Façam e tirem as suas conclusões, sejam diretos e objetivos e questionem a suas próprias consciências, tenho vergonha deste governo e por isso o critíco!
    Mas infelizmente tem muitos que se perdem na burrice e na mesmice da ignorância!

  7. ooooooooolááááááááááá, geeeeeeeeente! com certeza o projeto vai ser aprovado com no mínimo 11 a 3, e agora o projeto é melhor que o outro que CARAS DE PAU, o pior que o povo vai eleger estas nulidades, de novo porque o povo tem memória curta e é nisto que estas topeiras se seguram e se reeeeeelegem, basta falar mansinho há e sempre botar a culpa no governo anterior que é só o sabem dizer, votaram neles agora BEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE FEEEEEEIIIIIIIIIITOOOOOOOOO!
    Só quero pedir a deus que me dê saúde para ver este tipo de gente fora da política,um já levou um aviso mas parece que ele não tá nem aí com o povo porque continua aprontando.

  8. Como dizia minha vó: “Nada como um dia após o outro para se conhecer as pessoas”.
    Como dizia Darwin, “As espécies evoluem e mudam.” Nada é permanente muito mesmos a consciencias dos políticos.

  9. Cade o isso e mal feito que não se ve falar nele,sera que agora e bem feito, menos mal que um ano ja se foi, e tres anos passa ligeiro para o povo fazer a vingança, se liga povooooooooo….

  10. Caro Claudemir!
    Primeiramente quero afirmar que sou pessoalmente favorável à criação de uma taxa, que seja justa, para quitar as dívidas que, salvo engano, foram os ex-prefeitos Farret e Nascimento que deixaram de pagar e, também, para manter e ampliar a iluminação pública de Santa Maria.
    O inadmissível na questão é a mudança de discurso do mafuá que atualmente “governa” nossa cidade. Até bem pouco tempo, no governo do prefeito Valdeci Oliveira, esse lumpesinato político era ferozmente contra a taxa; agora, de forma pouco honesta, mudará o voto. É esse tipo de atitude que torna a política cada vez mais suja, infelizmente. Aliás, imagino que o dedo do secretário César Busatto (o professor de ética) tenha influenciado nessa decisão; lembremos que foi ele e o Antonio Brito que implantaram os pedágios no Rio Grande do Sul e ampliaram a incidência do IPVA, que antes incidia sobre veículos com até 10 anos, para 20 anos. Como se vê o sujeito é expert também em onerar os contribuintes.
    Porém, acredito que nem tudo esteja perdido, já que a tão insensada nova coordenação da União das Associações Comunitárias, sempre tão vigilante na defesa da população, promoverá memoráveis manifestações, invadirá a Câmara de Vereadores e impedirá a aprovação da CIP.
    Minha dúvida reside apenas no fato do coordenador geral da UAC, sr. Adelar Vargas dos Santos ser, desde sempre, cabo eleitoral e cargo de confiança do líder do governo no legislativo municipal, ver. Cláudio Rosa, o vociferante. Mas, enfim, Claudemir, pedir um pouco de coerência desses “nossos representantes”´já é querer demais. O interesse público, o bem estar da população, pra esse tipo de gente, é relativo, pouco importa e fica subordinado a questões menores.

  11. Quanta demagogia foi feita na campanha do Candidato Schirmer. Era tudo muito fácil no programa de tv. A primeira coisa que ele fez foi aumentar a tarifa de ônibus e a segunda criar a taxa da luz. Muito criativo este prefeito.Daqui a pouco, vai cobrar imposto por se respirar em Santa Maria.

  12. vou procurar os discursos do então candidato schirmer onde ele diz “o santamariense não aguenta mais imposto serei o prefeito do desenvolvimento e do emprego´´
    NOOOOOOSSSA quanta diferença.

  13. isto eu já sabia que não ia ter debate com ninguém soma-se os que eram situação na época ex-prefeito valdeci que com certeza irão votar a favor pois já haviam votado desta forma, mais os demagogo e mentirosos que votaram contra e hoje defendem com unhas e dentes este projeto maravilhoso(hoje na visão deles) e cade as pessoas que defendiam o governo dizendo que iria aconteçer um amplo debate com a sociedade.
    espero que o convite para a audiência pública se OUVER não saia em um cantinho bem escondidinho dos jornais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo