PartidosPolíticaPrefeitura

PRAZO CERTO. Queira ou não, Schirmer terá que mudar – e rapidinho – cinco secretários

Lugar de Busatto é o mais ambicionado por uns e outros. O xará é que vai administrar a briga

Gente próxima ao prefeito Cezar Schirmer adoraria que as mudanças fossem feitas já. Isto é, ainda em janeiro. Se der na primeira quinzena. Talvez fosse pedir demais, mas o ideal é que fosse ainda nesta semana inicial do mês, até aproveitando a época de pouca repercussão midiática. Quem sabe na próxima semana, quando o vestibular estiver em andamento e as atenções estarão fixadas no concurso da UFSM.

Bem, isso seria o ideal, para uns e outros. Mas o fato é que pelo menos cinco substituições terão que ser feitas, obrigatoriamente, até o final de março. Quatro delas por imposição legal. Se quiserem concorrer em outubro (e querem), os secretários de Saúde (José Farret), Relações Institucionais (Jorge Pozzobom), de Esporte, Lazer e etc (Tubias Calil) e Proteção Ambiental (Laurindo Lorenzi – se ainda não desistiu), terão que se desincompatibilizar até esta data. E a quinta porque, se também não mudou de idéia, Cezar Busatto volta para Porto Alegre, deixando vaga a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Projetos Estratégicos.

Mas, e quem irá para o lugar desse quinteto? Se é verdade que a Lorenzi, competência a parte, falta cacife político para indicar ou sugerir substituto, o que torna as coisas mais fáceis para Schirmer, o fato é que, inclusive por acordo anterior, não há dúvida que Farret, Pozzobom e Calil influenciarão na escolha de seus substitutos. Afinal, não pretendem (e devem ser apoiados pelo prefeito, nesse pleito) ter, no seu lugar, alguém que não “trabalhe” politicamente por suas candidaturas.  Mas quem? Este sítio, ao menos, não sabe. E desconfia que o prefeito, exceto em relação a Calil, em quem politicamente manda e não pede, também não.

Dito isto, o grande nó parece ser o substituto de Cezar Busatto. A secretaria dele tornou-se uma das estratégicas (e não apenas no nome) da administração. E não é qualquer um que poderá ocupá-la. Aliás, seja quem for, se sujeitará a ciúmes e invejas mal-disfarçadas que terão que ser administradas pelo xará Schirmer.

E então: quem vai substituir esse quinteto, se possível agora, ou no máximo até o final de março? Faça sua aposta!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Claudemir, o Laurindo tem razão, as vezes a pessoa quer mas tem algum afilhadinho do cacique maior que manda mais e determina no partido a decisão. Acho que na Saúde deveriam chamar o Brum que já foi da Comissão que investigou as contas da Casa de Saúde é esta de Diretor Interino, o que mostra ser de confiança do governo. Para o lugar do Pozzobon qualquer um serve, até porque com o orçamento que deram prá ele, com certeza ou matam a pasta ou na próxima reforma que o Pippi inventar ele manda para os ares. No lugar do Tubias deve ficar ele mesmo mandando, isso quer dizer, irão colacar um mandalete e pronto. Mas para o lugar do Busatto é difícil, até porque se olhar para seus assessores não dá prá tirar nenhum como substituto, e isso o próprio Busatto sabe, pois teve que engolir as indicações que caíram lá porque não tinham outro lugar pra colocar.

  2. Prezado Jornalista Claudemir Pereira:
    Comunico, que não desisti de minha pré-candidatura à Deputado Estadual pelo Democratas em 2010, mas sou soldado do meu partido, razão pela qual acatarei a deliberação do mesmo em relação a esse assunto.
    Atenciosamente,
    LAURINDO LORENZI FILHO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo