JUSTIÇA E FUTEBOL. Carlos Simon ainda vai tirar uma boa grana de um dirigente e um jornal

JUSTIÇA E FUTEBOL. Carlos Simon ainda vai tirar uma boa grana de um dirigente e um jornal - carlos-simon

Carlos Simon se diz caluniado e quer reparação por dano moral

Quem acompanha (e gosta de) futebol, e este é o caso do (nem sempre) humilde repórter, que tem pay-per-view até da série B do Brasileiro, sabe do que escrevo. Ano passado, ao cometer (há quem diga que não) um equívoco numa partida do Palmeiras de São Paulo, o árbitro gaúcho (e que vai agora para sua terceira Copa do Mundo), Carlos Simon, foi ofendido violentamente por um dirigente da equipe paulista.

Mais que isso, a história acabou sendo veiculada por um sem número de jornais, rádios e televisões. E ainda mais: um desses veículos, o jornal Lance!, até mesmo, de uma certa maneira, encampou a ofensa. Resultado: Simon, no seu mais legítimo direito, ingressou com ação judicial de reparação de danos morais contra o dirigente, o jornal e o diretor deste. E há boas chances de, em algum momento, ser vitorioso.

Qual o último fato relativo a essa história? Quem a conta, é uma reportagem exclusiva do sítio Espaço Vital, especializado em questões jurídicas. Vale a pena conferir, a seguir:

Mais um lance da ação de Carlos Simon contra o presidente do Palmeiras

No ano passado, o gaúcho Carlos Eugênio Simon – famoso e respeitado árbitro de futebol, que irá para mais uma Copa do Mundo em 2010 –  ingressou, no Foro de Porto Alegre (RS),  com uma ação judicial sobre os acontecimentos durante e após a partida entre Palmeiras e Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro de 2009.

A ação foi ajuizada contra o presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, a empresa Arete Editorial S.A., que publica o jornal Lance!, e seu diretor Walter de Mattos Júnior.

Narra a petição inicial que “após a anulação de um gol feito em situação irregular, de autoria do atacante palmeirense Obina, de forma inconsequente e antidesportiva, Simon passou a ser ofendido pelo indivíduo Luiz Gonzaga Belluzzo“.

Já na edição n° 4.374 de 09 de novembro de 2009 do Lance!, foi estampada foto de Simon, com manchete intitulada “Juiz  vigarista”.
A ação ainda aborda os desdobramentos do vitupério ofensivo: “após o encerramento da partida Palmeiras x Fluminense, o presidente do Palmeiras concedeu diversas entrevistas a vários jornais e emissoras (O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, Zero Hora, O Sul, Rádio Guaíba, Rádio Globo, Rádio Bandeirantes, Rede Globo de Televisão, Rede Bandeirantes, RedeTV!, e Rede Record, “todas  com dizeres infames e indecorosos”.

A ação judicial – patrocinada pelos advogados Amadeu de Almeida Weinmann, Paulo Dariva e Luciano Magno Silveira de Farias  – busca uma reparação por dano moral e uma indenização financeira por perdas e danos e tramita na 10ª Vara Cível de Porto Alegre (Proc. nº 10903237729…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas e publicadas no sítio Espaço Vital, especializado em questões jurídicas.

SIGA O SITÍO NO TWITTER



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *