CampanhaEleições 2010

TROCO MALVADO. E pelo que mais poderiam brigar os aliados de Serra, na campanha?

Para quem é experiente em cobertura de campanhas eleitorais, está bem fácil definir o que acontece, em nível nacional, com a campanha de José Serra, da coligação PSDB/DEM/PPS. As brigas que acontecem, faltando menos de dois meses para o pleito, indicam o óbvio: a crescente percepção de que as dificuldades para chegar à vitória se avolumam é a causa principal das desavenças. Quando tudo vai bem, os problemas (além de em quantidade menor) são relevados.

Agora, no entanto, qualquer briga, das de menor ou maior grau, é superestimada. Pelos parceiros, não pelos outros. O forrobodó da hora, talvez o mais significativo, se dá em função do troco da campanha. Detalhes? Confira a reportagem de Silvio Navarro, na Folha de São Paulo. A seguir:

Disputa por recursos abre crise entre PSDB e DEM

A dificuldade em partilhar recursos e material de campanha com aliados nos Estados reacendeu o embate entre a direção do DEM e o comando da campanha à Presidência do tucano José Serra.

Ontem (terça), o tucano minimizou o estrago das declarações do presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), segundo quem Serra não teria cumprido a promessa de ajudar a campanha de Fernando Gabeira (PV) ao governo : “O tititi não acaba”, disse em São Bernardo do Campo (SP).

Desafeto de Serra há anos, Maia recuou após a intervenção de “bombeiros”: “Não há crise nem briga. O que há é muita fofoca”. Aliados tentavam agendar um encontro entre eles…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo