CampanhaEleições 2010Estado

SENADO. Está decidido que… nada está decidido. Inclusive no Rio Grande do Sul

É provável que, no caso do Rio Grande, pelo menos uma das vagas ao Senado esteja muito bem encaminhada. E tenha como titular a candidata do PP, Ana Amélia Lemos. Isso significa que ela se elegerá? Provavelmente. Mas não certamente.

O que impede que se afirme peremptoriamente qualquer coisa? Especialmente o fato de haver dois votos, para duas vagas em disputa. Pode beneficiar (e isso já estaria ocorrendo, no caso de AA), mas também prejudicar. Resumo da ópera:  é impossível afirmar, com a exceção, nas províncias maiores, do tucano Aécio Neves, em Minas Gerais, quem vai vitoriar-se nesse pleito.

O jornalista Lauro Jardim, em texto assinado na versão online da seção “Radar”, da ex-revista Veja, expõe com didatismo essa questão. Inclusive oferecendo exemplos. Vale acompanhar, a seguir:

Disputa pelo Senado: candidatos insones

Pimentel ou Itamar? Cesar Maia, Crivella, Picciani ou Lindberg? Netinho, Marta, Aloysio ou Tuma? Marco Maciel ou Armando Monteiro? Ana Amélia, Rigotto ou Paim?

A lista de dúvidas poderia ir além de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul. Chegaria fácil aos 27 estados que vão às urnas no dia 3. Faltam duas semanas para as eleições e, de acordo com as pesquisas, metade dos brasileiros ainda não escolheu pelo menos um dos dois candidatos ao Senado.

É dura a vida dessa turma – a do eleitor também é, mas este é outro assunto. Apesar da importância do cargo, o eleitor trata-os como coadjuvantes na disputa.

Seja porque o foco do brasileiro é jogado nas campanhas para presidente e para governador, seja porque o brasileiro não tem a menor idéia do que faz um senador – ou para que serve aquele salão coberto por uma cúpula que lembra um prato virado para baixo…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Claudemir, seria interessante que estas 2 notícias tivessem repercussão no site:
    1) segunda-feira, 20 de setembro de 2010
    Ana e Rigotto pedem votos conjuntos e dizem que Paim será ministro de Dilma
    http://polibiobraga.blogspot.com/2010/09/ana-e-rigotto-pedem-votos-conjuntos-e.html
    2) TRE-RS aplica multa no PP e em candidata do partido ao Senado por showmício
    http://eleicoes.uol.com.br/2010/rio-grande-do-sul/ultimas-noticias/2010/09/20/tre-rs-aplica-multa-no-pp-e-em-candidata-do-partido-ao-senado-por-showmicio.jhtm

    Se a mídia devassa a vida da Dilma, por ser desconhecida, porque não faz o mesmo com a Ana Amélia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo