Câmara de VereadoresSaúde

CÂMARA. Edis aprovam “mais ou menos” projeto que proíbe fumo em locais públicos

De um lado, a aprovação: está proibido o consumo de cigarros e similares em locais públicos de Santa Maria.

De outro, uma abertura aos fumantes: nos lugares fechados, é possível consumir cigarros e similares em “fumódromos”.

Assim, e sem fazer juízo de mérito (o editor é, lamentavelmente, fumante e cumpre a lei, qualquer que seja ela), é o que se chamaria de uma aprovação “mais ou menos”.

Ah, para saber mais detalhes, inclusive de outros projetos aprovados nesta que foi a última sessão deliberativa do ano, na Câmara de Vereadores, acompanhe o relato da assessoria de imprensa do Legislativo. O texto é assinado pela jornalista Clarissa Lovatto. A seguir:

Câmara proíbe cigarro em lugares públicos, mas libera fumódromo

Por unanimidade, os vereadores aprovaram o projeto de lei, da vereadora Maria de Lourdes Castro (PMDB), que proíbe o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígero, derivado ou não, do tabaco, em lugares públicos. Mas, por nove votos a cinco, foi aprovada a emenda, de autoria dos vereadores Marion Mortari (PP) e Jorge Trindade (PT), que cria espaços específicos para fumantes.

Assim, fica proibido o cigarro em lugares fechados, porém com os conhecidos “fumódromos”. Favoráveis à emenda votaram, além dos autores, Helen Cabral, João Carlos Maciel, Jorge Ricardo Xavier, Admar Pozzobom, João Kaus e Paulo Denardin, Sandra Rebelato. Já os vereadores Manoel Badke, Maria de Lourdes Castro, Isaias Romero, Werner Rempel e Luiz Carlos Fort votaram contra à emenda.

Na discussão, o vereador Manoel Badke (DEM), que defendeu a aprovação do projeto sem emenda, observou a existência de trabalhos científicos, comprovando os malefícios causados pelo cigarro, inclusive em fumantes passivos. O vereador Isaias Romero (PMDB) disse não ser contrário ao projeto de proibição de cigarros em lugares fechados, mas observou ser favorável a locais apropriados para os fumantes. “Para mim, essas leis são paliativas”, opinou. O vereador Luis Carlos Fort (PT) explanou que inúmeras cidades já aderiram ao ambiente zero de fumo, não sendo registrado nestas localidades prejuízos econômicos em razão da proibição. Observou, ainda, os altos custos de saúde pública em razão do tabagismo…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

6 Comentários

  1. Com certeza, os vereadores perderam a oportunidade de mostrar a comunidade e aos seus eleitores q n fumar é saúde.
    Pq fumodrómo é para se matar uns aos outros, onde existe a lei funciona sim direito,onde foi feito a proibição em restaurantes e constatado que n teve prejuizo, e sim ganho de freguesia.

  2. fumódromos”. Favoráveis à emenda votaram, além dos autores, Helen Cabral, João Carlos Maciel, Jorge Ricardo Xavier, Admar Pozzobom, João Kaus e Paulo Denardin.obs:mas até p Pastor caiu nessaaaa???marquem bem os vereadores eles jogaram com a galera e não pensaram na saude dos viventes sou daquele ditado quer fumar fumaaaaaa em casaaaaaa?? e não em lugares fechados.

  3. os vereadores que votaram a favor do fumódromos deram um tiro no pé porque isso não fuciona em lugares fechados tinha que ser totalmente proibidos de fumar quer fumar fumaaaa em casa.

  4. Lamentável a decisão dos nossos vereadores. Assim como já havia sido lamentável a decisão de nossos deputados estaduais. Infelizmente moramos num país onde algumas leis só funcionam mediante fiscalização e pesadas multas. A lei contra o fumo é mais uma delas. Em São Paulo, onde o movimento começou, só funcionou por causa disto. Aqui, da forma como foi aprovada, não vai funcionar.

  5. Já discuti isso aqui no blog e a decisão do fumódromo é a melhor possível. As consequências do tabagismo são implacáveis e de conhecimento geral, mas continuo com a premissa de que posso fumar se eu quiser, mesmo que tenha que ser escanteado e tratado como diferente.
    ——-
    Vamos abolir os carros também? Meta para 2011? Bicicleta é saudável (quem sabe os fumantes param de fumar por terem que pedalar). Eu não ando de carro e nem de ônibus. Faço coleta seletiva. Não jogo lixo na rua (nem bituca de cigarro). Adotei uma cadelinha de rua que se chama Fulô. Agora não posso fumar um cigarro no buteco. Mereço insiprar tanta porcaria? Confesso que minhas “tardezinhas” não terão o mesmo “tchãn”.
    Vivemos nesse regime. Nos resta acatar.
    Parabenizo o Claudemir, mais uma vez, por esse site tão significativo para as coisas que acontecem em Santa Maria. Seria muito bom que outros “veículos” fizessem o mesmo.
    Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo