PartidosPolítica

TODOS JUNTOS. Negando crise, partidos oposicionistas tratam mesmo é de fundir-se

Crise, crise, a rigor, só não há no PPS. Ali, no partido dos ex-comunistas, prevalece o poder autoritário do presidente, Roberto Freire. E pronto. Assim, em nível nacional, a sigla vem a reboque do DEM e, especialmente, do PSDB. E acabou.

Problema, de fato, há nos partidos maiores. Democratas, quase a caminho da extinção, e PSDB, dividido entre estrelas que não se entendem, sofrem, sofrem e sofrem.

Com essa conjuntura, não é de estranhar a hipótese, cada vez mais forte, de uma união. De problemas? Bem, pelo menos o governador paulista, o tucano Geraldo Alckmin, acha que não. Tanto que vê vantagens nessa junção tucano-demo-ex-comunistas. A propósito, confira texto publicado na revista eletrônica Brasília Confidencial. A seguir:

Alckmin propõe fusão dos partidos oposicionistas e nega crise

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-foto), disse ver “com bons olhos” uma possível fusão entre o seu partido, o DEM e o PPS.

“Eu acho que é um tema a ser discutido”, tergiversou o governador. Alckmin também tentou minimizar o prejuízo causado pela debandada de políticos importantes do PSDB nos últimos meses. “Não estamos em crise, esse é um procedimento natural, as pessoas têm liberdade (para abandonar a legenda)”. Ainda na linha de tentar acalmar os ânimos, o tucano disse que…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo