EducaçãoTrabalhoUFSM

EDUCAÇÃO. Sindicato mobiliza docentes da UFSM para assembleia que vai debater “construção da greve”

Presidente da Sedufsm, no CCNE/UFSM, distribui panfleto que convoca assembleia

A assembleia geral convocada pela Seção Sindical dos Docentes da UFSM, para debater a proposta de “construção da greve” da categoria, acontece na tarde desta quarta-feira, no Campus. Na véspera do encontro, dirigentes do sindicato participaram de atividades de mobilização.

Para saber mais sobre o que ocorreu e também detalhes do que se pretende discutir na assembleia, além de conhecer as reivindicações dos docentes, acompanhe material produzido pela assessoria de imprensa da Sedufsm. O texto e a foto são de Fritz R. Nunes (com informações do Andes/SN e das seções sindicais). A seguir:

 “Sindicato mobiliza para assembleia desta quarta

A Seção Sindical dos Docentes da UFSM (SEDUFSM) promoveu uma mobilização nesta terça, pela manhã e pela tarde, no campus da UFSM, com o objetivo de convidar a categoria para a assembleia que ocorrerá nesta quarta, 3, às 15h, no auditório Sérgio Pires, e que discutirá o “indicativo de greve” dos professores. A atividade, que consistiu na distribuição de panfletos de divulgação da plenária desta quarta, teve a presença de diretores da entidade, acompanhados de quatro estudantes de artes cênicas da UFSM, que fazem parte do novato grupo teatral “Candeia”, e que deram um tom alegre ao corpo a corpo realizado pelo sindicato.

Na semana que passou, o sindicato confeccionou cartazes, que foram afixados em murais da universidade, chamando a atenção para o processo de “enrolação” a que estão sendo submetidos por parte do governo federal. Já foram várias reuniões entre as entidades que representam os servidores federais e o governo, sem perspectiva de avanços.

Em relação ao sindicato nacional docente (ANDES-SN), houve reuniões com o ministério do Planejamento (MP) e também com o ministério da Educação, que também não trouxeram novidades. A expectativa é para uma reunião nesta terça, com o MP, em que o sindicato apresentaria uma proposta emergencial, já que o prazo limite para as negociações, especialmente as salariais, estão se esgotando – data máxima para inclusão de revisões salariais na lei orçamentária é o dia 31 de agosto…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo