NÃO CUSTA LEMBRAR. Se imaginava briga para saber quem lideraria a oposição. Mas…

Confira a seguir trecho da nota publicada aqui na madrugada de 2 de novembro de 2010, uma terça-feira:

DISPUTA POLÍTICA. Para além do discurso, vem aí a briga para saber quem vai liderar a oposição

O DISCURSO de José Serra, na noite de domingo, dá a entender duas coisas, pelo menos. Uma é que ele não pretende se aposentar – embora os indícios, e sobretudo a realidade, dão conta que é isso mesmo que acontecerá. Queira ele ou não.

Outra é que, privilegiando seu parceiro paulista (do qual nunca gostou, mas, enfim, política é política) Geraldo Alckmin, demarcou terreno com o mineiro Aécio Neves, execrado por uma suposta (?) negaceada na campanha na terra de Tancredo.

De todo modo, a disputa está instalada. E, goste Serra ou não, abomine Alckmin ou não, quem está na fila é exatamente Aécio. E é ele que…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação do texto, a brigalhada tucana continua. E talvez até tenha aumentado, com a pretensão eterna de Serra, que não parece ter-se dado conta que a fila andou. O problema, aqui, é outro. Na verdade, na verdade, o que inexiste é… a oposição.

SIGA O SITÍO NO TWITTER



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *