EconomiaPesquisaPolíticaPrefeituraSanta MariaTragédia

EXCLUSIVO. Pesquisa avalia humor da população e busca soluções para fazer Santa Maria se reinventar

Líderes constatam: após a tragédia, a inanição. Elas querem ajudar na solução (foto arquivo)
Líderes constatam: após a tragédia, a inanição. Elas querem ajudar na solução (foto arquivo)

Um grupo pequeno de empresários e lideranças da cidade tem se reunido. Na casa de um ou de outro. Pelo menos dois ou três encontros menores e um maior já aconteceram, a partir de meados de fevereiro. Todos preocupados com o futuro imediato – e também no longo prazo – de Santa Maria.

Uma das decisões tomadas no último encontro está em curso. Entre a sexta-feira e este final de semana um grupo de pesquisadores (o instituto contratado é da zona sul do Estado) faz um levantamento do humor dos santa-marienses, e também avalia a atuação do poder público em meio a crise (inclusive de governabilidade) desencadeada pela tragédia de 27 de janeiro. Trata-se de pesquisa quantitativa e também qualitativa – da qual se extrairão, é o que se espera, algumas sugestões a ser adotadas para beneficiar a comuna.

De posse do resultado, a ser compartilhado pelo grupo (que está bancando o custo, sem a interferência da prefeitura que, se sabe do trabalho, dele não participa), algumas sugestões serão feitas aos gestores da comuna. Ou, mesmo, balizarão intervenções na comunidade, mas que visem, sobretudo, a garantir que Santa Maria possa seguir seu rumo. De preferência, em colaboração com o poder público. De preferência.

A propósito desses movimentos, digamos, parapoliticos, o editor conversou com pelo menos dois dos participantes. E colheu algumas impressões.

A principal delas é consenso: o prefeito Cezar Schirmer se abateu a tragédia. E, inclusive por conta de seu temperamento, contaminou a gestão. Que age por inércia, desde os primeiros dias de fevereiro. Mesmo os últimos atos, que buscam oferecer uma agenda positiva (aliás, FLAGRADA por este sítio já nos últimos dias de março), não conseguem empolgar o público interno e, assim, também não obtêm resultado significativo junto à comuna.

A segunda convicção do grupo: o governo precisa ser ajudado. E não importa aí a autossuficiência de uns e outros, no entorno do prefeito ou mesmo do próprio. O que interessa, para esse conjunto de lideranças, é que a cidade possa se desenvolver, mantendo o nível de crescimento dos últimos anos. E pretendem, os que participaram das reuniões, sempre realizadas à margem do poder (embora se duvide que este as desconheça), oferecer sugestões capazes de reinventar Santa Maria. Não apenas com ideias, mas com ações.

Daí porque a pesquisa realizada e bancada por essa dezena de empresários. Ela deverá oferecer caminhos, a partir do que pensa a própria população. Aguardemos, portanto.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Os pesquisadores tem que dar uma passada lá pelo final da avenida Fernando Ferrari para avaliar como está o ânimo dos moradores. E eles podem aproveitar para comprar um móvel de jardim num comércio clandestino que se instala volta e meia a menos de 100 metros da casa de importante autoridade municipal.

  2. O grupo de empresários que promoverá dita pesquisa, pelo que conheço de Santa Maria, deverá ser chapa branca como o é (ou são) a CPI e a associação das vitimas da Kiss.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo