PolíticaPrefeitura

4 MESES DEPOIS… Inicia o segundo governo de Cezar Schirmer. Quem afirma é o próprio prefeito

Quando o próprio prefeito Cezar Schirmer afirma que o governo começa, de fato, só em maio, há pouco a falar. Claro que há explicações para isso. A primeira delas é óbvia. Quando se trata de uma administração personalista, e não republicana, é o que acontece. O titular se abala (por mais que existam motivos relevantes para isso) e o entorno para.

É exatamente o que aconteceu com Santa Maria, nesses primeiros quatro meses do segundo governo de Schirmer. E quem deixa claro isso (ainda que, claro, não com essas palavras) é o próprio prefeito, em entrevista publicada neste final de semana pelo Diário de Santa Maria, num material assinado por Marcelo Martins e Ticiana Fontana. Acompanhe e confira você mesmo:

Hora de recomeçar

Na tarde de sexta-feira, o prefeito Cezar Schirmer conversou por cerca de duas horas com o Diário. Ele falou sobre o momento atual da administração e da cidade. Afirmou que seu novo governo vai começar efetivamente em maio e deve enviar o projeto de reforma administrativa à Câmara nos próximos dias. Disse que, assim como a cidade, a prefeitura andou mais devagar, impactada pela tragédia, mas é chegada a hora de reagir. Até o fim do ano, pretende implementar melhorias significativas na gestão e buscar novos investimentos na área industrial.

Comedido nas palavras, Schirmer revelou que não quer atrito com Tarso e afirmou que aguarda com tranquilidade o resultado da Justiça, que avalia a possibilidade de abrir um processo criminal contra ele por causa da tragédia. O restante da entrevista será publicado na segunda-feira.

100 dias de governo

Em função de uma série de circunstâncias, diria que o novo governo se inicia em maio. Havia encaminhado o projeto (reforma administrativa) à Câmara em 25 de janeiro (dois dias antes do incêndio da boate Kiss). Depois, retirei o projeto. A minha expectativa inicial era que o projeto fosse aprovado, ainda em fevereiro pela Câmara. E em março, já teria a nova realidade administrativa. Esse é um aspecto. O outro foi o fato acontecido em 27 de janeiro, que não paralisou apenas a prefeitura e, sim, o geral da cidade. As atividades econômicas, públicas e comunitárias reduziram. Agora, nos próximos 10 dias, ainda vamos encaminhar o projeto de reforma administrativa à Câmara. A intenção é que, até o começo de maio, tenhamos o projeto aprovado. O mês de maio será emblemático para a cidade…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

10 Comentários

  1. Não precisa ser um expert em gestão pública para ver que, com a redução do IPI, a prefeitura deixou de arrecadar um balaio de dinheiro e, com isso, é praticamente impossível fazer grandes intervenções. É só se informar! A realidade financeira de Santa Maria é triste!

  2. “”investimentos feitos ainda no final do ano passado estão acontecendo, como a Hélvio Basso, Liberdade, Parque da Jockey, etc. (como eu disse, basta ler a matéria!). Pelo que eu vejo..””
    Ver , o que, sera que a ficha ainda não caiu???
    A população, solicita, cobra, nescessita de “OUTRAS Explicações…das atitudes não tomadas..enfim..

  3. É impressionante ver como as pessoas deturpam algumas informações com, de certa forma, muita maldade. É visível que o governo teve um baque em virtude da tragédia e, por isso, algumas ações ficaram em segundo plano. Qualquer um enxerga isso. Basta morar em Santa Maria! Seria desumano por parte de qualquer gestor público que ignorasse um fato tão relevante e tocasse adiante uma administração como se nada tivesse acontecido. Existe uma outra questão que ficou clara na reportagem (base ler com imparcialidade, e não com a maldade política): a Lei de Responsabilidade Fiscal não permite que grandes investimentos sejam feitos neste primeiro momento. Porém, é evidente que as ações básica continuaram dentro das limitações orçamentárias e que os investimentos feitos ainda no final do ano passado estão acontecendo, como a Hélvio Basso, Liberdade, Parque da Jockey, etc. (como eu disse, basta ler a matéria!). Pelo que eu vejo, os leitores deste site preferem colocar o interesse (leia-se, ranço) político – aquele mesmo, já que tomaram um talagaço nas urnas em outubro de 2012 – a frente dos interesses públicos e do desenvolvimento da cidade. Só resta dar os parabéns por tanta mediocridade.

  4. Nunca vi coisa igual na minha vida, se o ano vai começar em Maio, o governo tem que devolver os salários do Prefeito, do Vice e demais secretários recebidos em janeiro ,fevereiro ,março e abril, receber sem trabalhar é na minha opinião no mínimo inescrupuloso e vergonhoso, se fosse numa empresa privada, isto não aconteceria, receber sem trabalhar.

  5. “DESOBRIGAR DE ALGUMAS COISAS DO DIA-A-DIA”.
    Esta foi a PIOR , Ironia, tambem é uma de forma de agressão.QUE COISAS, como citou,muito bem, o Marcio Dutra.

  6. Agora mais esta, 1º Ministro, ja ganhou as duas ultimas eleições..Foi o primeiro à dar as Caras, logo após a tragédia..(lembram??).A Prefeitura não fez o Basico e outra vez este bla-bla-bla.
    O Farret, tambem tem planos..

  7. – Prefeito! Asfalto na rua Chimbica? – repórter.
    – Um minuto…. Assessor informa prefeito que responde: – Está em fase de licitação e blá-blá-blá.

    O povo entende e dá um tempo, só não pode mais admitir o não sei…

    Ou será que tudo cairá no colo do Primeiro Ministro?

  8. Gostaria de ver se a reforma de 25 de janeiro será diferente desta de abril.
    Tinha que ver ambos os textos e ver NO QUE a Kiss interferiu. Periga e NADA mudou.
    Teria que mudar e MUITO, principalmente o PREFEITO assumindo responsabilidades e controle dos seus comandados, para que nunca mais se repita o não sei, desconheço…
    Insistimos, ele não saber em 27 ou 28 de abril era compreensível, porem dias depois ele seguir sendo alienado ficou feio. Ele deveria estar cercado de assessores e arquivos (um notebook) para responder prontamente.

  9. Entocaram-se quando a cidade mais precisou e agora vem com o discurso de sempre. A reclusão, pelo que li, não serviu para uma reflexão. Novamente a conversa de nova reforma administrativa. Mais uma, certamente com origem nas mesmas mentes brilhantes que nas reformas anteriores não detectaram os problemas e nem transformaram a estrutura de fiscalização da Prefeitura.

    E ainda temos que ler que o Prefeito quer se “DESOBRIGAR DE ALGUMAS COISAS DO DIA-A-DIA”. Que COISAS são estas, já que em depoimento a Policia Civil o Prefeito demonstrou saber muito pouco sobre a estrutura funcional das secretarias, sobre a legislação municipal e que pouco tem contato com as correspondências recebidas e enviadas pela administração municipal?

    E mais, agora ele tem um “PRIMEIRO-MINISTRO”! Que beleza, não?

  10. “Diria que o novo governo SE INICIA em maio”
    SÉRIO?
    E o que se estava fazendo até agora.?
    Todos recebendo salarios, o povo pagando IPTU e o Schirmer viajando.
    Quer fazer do Farret o primeiro ministro para poder viajar, tirar foto no Rio segurando copo, sem colocar a cara nos eventos da cidade, pois sabe que sera cobrado.
    Nao vai tirar secretarios citados nas investigacoes, um deles ja falou da fidelidade.
    Perdemos 100 dias! Imaginem isto numa empresa, ela comecar de verdade em maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo