Santa MariaTragédia

JOBIM E KISS. “Se coloquem no lugar das famílias!”

Não é habitual no sítio, que opta sempre por artigos exclusivos. No entanto, pela repercussão havida nas redes sociais, e sobretudo pela atualidade e procedência, vale a pena ler o que escreveu, no feicebuqui, um dos colaboradores deste espaço, o advogado Ricardo Jobim.

O editor deixa claro que não necessariamente concorda com tudo o que ele escreve, ainda que, no geral, a ideia é bastante semelhante. Agora, confira você mesmo, a seguir:

 “Gente, pensei muito antes de fazer este post. Primeiro, quero deixar bem claro que expresso minha opinião livre aqui no FB, sem dar bola ao grande patrulhamento ideológico que está sendo feito a qualquer um que poste opinião sobre o andamento das consequências da tragédia da Kiss. Esse patrulhamento deixou as pessoas com medo de expressar suas ideias, o que não deveria acontecer, eis que vivemos num país democrático e a opinião é livre.

Portanto, meu repúdio aos patrulhadores. Vão se danar. Se eu consigo conviver com a opinião de vocês, vocês vão conviver com a minha.

Quando a tragédia aconteceu, pensei que isso poderia trazer alguma mudança para a sociedade, ao menos para a de Santa Maria. Mas o que vejo, sinceramente, é que muitas pessoas que deveriam se colocar no lugar dos parentes das vítimas (e imaginar o que é perder um filho, dois ou três de uma só vez, e como a sua cabeça fica depois disso) não o fazem. Já estou percebendo críticas a quem tem todo o direito de lutar.

Vamos lá, não é difícil. Qual o maior valor da sua vida. Sua família? E se isso lhe fosse tirado? Pense nos seus filhos e se coloque no lugar. 

Fazendo isso, quero afirmar, e não tenho NENHUM medo das opiniões contrárias, o que segue:

1- Politiqueiros misturam tudo. Não quero saber de política. Não quero saber de eleição, nem partido. O que aconteceu está acima disso. E a miséria humana vista na CPI é deprimente. Uma insensibilidade de quem verdadeiramente não está nem aí. Falsidade é pouco. Tudo em nome do grande jogo midiático, ocupado em saber quem, e de qual partido, será o próximo vencedor a administrar esta cidade. Pois por mim podem até desenterrar o Enéas que virou assunto secundário.

2- Vários locais devem ser fechados. Isso não é paranóia não, a questão é que jamais deveriam ter permitido sua abertura. E a negligência do passado agora está trazendo uma conta acumulada, que deve ser paga. 

3- O luto para quem vê de fora já passou e estes já estão achando que tudo é um exagero. O luto de quem perde um filho não é luto, é morte, eis que um grande pedaço morre junto. 

4- Conte até 10. Agora conte até 100. Agora conte até 242. Use seus dedos. Pense no pior pesadelo que a vida pode lhe trazer. Agora multiplique. Essa é a realidade – e isso é um exagero…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

PARA QUEM QUISER SABER MAIS SOBRE O AUTOR, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

8 Comentários

  1. Esse texto do Sr. Ricardo deveria ser publicado em todos os meios de comunicação para ver se as pessoas caiam na real e tenham sensibilidade pela luta dos familiares das vitimas.

  2. ” …o luto de quem perde um filho não é luto, é morte, eis que um grande pedaço morre junto…” grande frase! Lembro, ainda, “Santa Maria, o Mundo nos vê”!

  3. Agradeço pelas palavras gentis, especialmente as da Dra Elaine, que sente na pele as consequências. Abraço e obrigado, estou muito feliz por ver que essa luta vai continuar com apoio por grande parte do público.

  4. Grande advogado , mas sobretudo um ENORME ser humano. O Dr Ricardo e nosso amigo e de meus filhos, um dos quais também vitima mas que renasceu ao sobreviver.
    Estou orgulhosa e confortada com sua manifestação .

  5. Grande advogado , mas sobretudo um ENORME ser humano. O Ricardo e nosso amigo e de meus filhos, um dos quais também vitima mas que renasceu ao sobreviver.
    Como sinto orgulho pelo Dr Ricardo, OBRIGADO por ter permanecido em nosso meio, Abraço apertado

  6. Perfeito e comovente. Que bom que as pessoas refletissem mais sobre sua postura ante a tragédia e o pós tragédia. Sobre a interminável dor dos familiares.Nada pior do que perder um filho. A maneira valente, ordeira, humana e cidadã que os familiares encontraram para conviver com seus sofrimentos foi a luta. Incansável e destemida. Associações, passeatas, atos públicos e tudo mais que fizerem sempre serão legitimos. A menção “qualificativa” que o Dr.Jobim fez aos membros da CPI é definitiva. Pobres seres,sei lá se humanos. A miséria moral existe sim e está, infelizmente, bem próxima de nós.

  7. Concordo com o Dr. Ricardo, mais quando temos uma CPI, que diz não ter o poder de policia concordo tambem, sou leigo no assunto mais sempre pensei que uma CPI, fosse para apurar responsabilidades dos poderes que teriam que fiscalizar e não deixar funcionar se tiver erado, agora quando só os compadre são delegados para apurar, nunca vamos ter justiça neste Brasil, pois com certeza os compadres não tem filhos e só pode acontecer com os outros.

  8. Boa Tarde

    Mora em Santa Maria fazem 30 anos e nunca tinha visto uma pessoa expressar com tanta clareza e bom senso sobre um tragédia.
    Espero que os moradores desta Cidade que se diz “Cidade Cultura” saiam da toca e não pensem só em si mesmo. Para que não ocorra outras KISS da Vida.
    Me chamam de “Senhor” então eu Retruco “Senhor está no Céu, cuidando de nós, mais aqui na terra está ficando impossivel com tanta Kiss”
    Maldito jeitinho Brasileiro. João Carlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo