CongressoPolíticaTransporte

TRANSPORTE. Empresas querem volta da proposta de Renan, que cria o Passe Livre Estudantil nacional

O senador Renan Calheiros, no bojo da discussão em torno da tarifa urbana – desencadeadora das manifestações de rua no País em junho – apresentou a proposta de criação do Passe Livre Estudantil em nível nacional. Seriam beneficiados todos os estudantes do país, do ensino fundamental ao superior.

A proposição acabou sendo retirada, por sugestão do relator, que apontava a inexistência de fonte de recursos para financiar a ideia. Mas, que se diga, não falta apoio. Mais que isso: o sindicato das empresas de transporte de passageiros de Santa Maria resolveu, mais que apoiar, apontar, em documento, a existência, sim, de recursos para garantir o benefício.

O sítio teve acesso a esse documento, produzido e enviado na sexta-feira, ao presidente do Senado.

Fala da proposta, no âmbito nacional, mas também oferece informações sobre a boca do monte. Para saber o que dizem os empresários, vale a pena conferir a íntegra da correspondência. Acompanhe:

Excelentíssimo Dr. Renan Calheiros,

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Santa Maria.. vem à presença de Vossa Excelência manifestar-se em relação ao importante Projeto de Lei 248/13 de vossa autoria, que institui o Programa Passe Livre Estudantil, tendo como   objetivo   fornecer   gratuidade aos estudantes de ensino fundamental, médio e superior quando utilizarem o  transporte público em seus deslocamentos.

Primeiramente, é inegável a importância social deste projeto, uma vez que este se configura um meio eficiente de propiciar, especialmente aos estudantes, a oportunidade de formação profissional, oportunizando a melhoria das condições de vida dos brasileiros.  Assim, fica evidente que o subsídio no transporte público é uma maneira justa e necessária de estimular o desenvolvimento social e econômico nacional.

NOSSA REGIÃO

Santa Maria é polo Educacional de grande valor, tanto para o Rio Grande do Sul como para o Brasil. É conhecida como Cidade Universitária pelo número elevado de Instituições de Ensino Superior que nela estão instaladas. Dentre estas, destaca-se a Universidade Federal de Santa Maria, instituição formadora de muitas personalidades importantes no cenário nacional, inclusive de muitos políticos e governantes. Além disso, a cidade conta com Escolas públicas Federais, Estaduais e Municipais, entre elas se sobressaem: Colégio Militar de Santa Maria, Colégio Tiradentes de Santa Maria, Colégio Técnico Industrial, Colégio Politécnico, pois estas são instituições de grande valor e qualidade educacional na região.

Nesse viés, cumpre ressaltar que a cidade tem em torno de 260.000 habitantes, sendo que, dentre estes, há em torno de 70.000 estudantes residentes em diversos bairros, vilas e, também, na região de Santa Maria, que podem ser beneficiados com este relevante projeto.  Desse modo, verifica-se que é essencial a aplicação desta medida tanto pelo seu aspecto social quanto econômico…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Hehe, qdo li a carta so pensei: mas que maaaaafia, e muita cara de pau desse pessoal, aaaa quero ver o dia q licitarem essa teta! Ai quero ver o “berro”

  2. O nosso Governador Tarso Genro, apresentou proposta de projeto muito semelhante a proposta de Renan, atingindo estudantes da rede pública estadual das grandes cidades gaúchas da região metropolitana e que hoje, tal projeto se encontra em profundo debate para que possa ser ampliado a outras cidades, como Santa Maria.
    Já que existe o bolsa transporte para alunos de TODAS as Universidades Federais do Brasil, acho muito justo que de fato este RECURSO PÚBLICO seja aplicado no transporte público(que é o seu fundamento).
    Desta forma, é mais um instrumento de garantia para o passe livre estudantil aos universitários e que por consequência provocaria um valor mais acessivel aos TRABALHADORES, que por falta de ações dos órgãos públicos para resolver a problemática das isenções municipais, custeiam a passagem daqueles que muitas vezes possuem estratosféricas condições financeiras para si e que se beneficiam de projetos, espaços e ações sociais sem ter necessidade. Este sim é um debate sem raiva e de responsabilidade social que deve ser debatido no Conselho Municipal de Transportes e nos fóruns de nosso Município. Para que assim, cada um possa contribuir para provocarmos as verdadeiras mudanças.
    Valorizar o usuário do transporte coletivo é direcionar os recursos públicos do setor de transportes já existente para seu devido destino. É debater as isenções com responsabilidade
    É através de discussões sadias buscar qualificar o serviço das empresas Municipais, que ha tempos são geradoras de empregos em nossa cidade.
    Creio estas que são algumas das ações que promoverão uma baixa nos custos da tarifa, melhor qualidade do transporte e geração de emprego.
    Tal Projeto, vem de encontro sim com o estímulo do desenvolvimento social e econômico de nossa cidade. E se aplicado nas universidades federais em sua totalidade, será também de grande força nacional. Eu como líder comunitário, trabalhador, e representante de muitos trabalhadores aqui da Cohab Santa Marta fico feliz por tais informações e me coloco a disposição, para a busca de conquistas ao transporte público municipal.

  3. O peso do custo de mão de obra no preço da passagem é importante. Na maioria das cidades do país, o dissídio é em janeiro. Isto ainda vai dar pano para manga.

  4. Ohhhhh, como os empresários são bonzinhos! Estou comovido e me debulhando em lágrimas!

    Isso não é mais do que defender os seus interesses. É claro que um transporte subsidiado implicaria num aumento no numero de passageiros e, consequentemente, no lucro dos empresários.

    Alem disso, reparem que utilizam a correspondência para criticar a quantidade, o valor e a forma como a UFSM distribui e paga (em dinheiro) o subsidio aos seus alunos e sugerem que a bolsa transporte da UFSM NÃO seja paga diretamente ao aluno (como é feito hoje), sendo a ATU a intermediaria. Ora, aumentando o valor da bolsa transporte E obrigando que ela seja em créditos no sistema de bilhetagem eletrônica (e não, em dinheiro, pago ao aluno), quem ganha são os empresários!! E ganham duas vezes, porque passariam a receber esse dinheiro duma vez só e antecipadamente, podendo aplica-lo, por exemplo, no mercado financeiro.

    Percebam a estratégia. Se colocam a favor do passe (subsidiado) livre estudantil e do aumento da quantidade e do valor da bolsa transporte da UFSM (o que a maioria dos estudantes concordariam), desde que o pagamento seja feito em passagens ou em crédito no do sistema de bilhetagem eletrônica.

    São uns espertalhões.

    Mas fica um recado, depois do Plano de Mobilidade Urbana não terá mais nenhuma desculpa para não se licitar o Transporte Coletivo em Santa Maria. Alem de propiciar informações para verificar alguns dados, fornecidos pelas empresas, no cálculo da tarifa.

    Ahh, já ia esquecendo: quando o CMT vai se reunir e discutir a REDUÇÃO da tarifa em SM (para R$ 2,00)??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo