JudiciárioSaúdeTrabalho

MÉDICOS. Ricardo Jobim e os conceitos de Justiça quando está em julgamento a atividade profissional

“…Poderia abordar uma infinidade de aspectos. Quem sabe escrever um livro técnico que ninguém, a não ser juristas que atuam em Direito Médico, se interessaria. Quem sabe divulgar novamente dados estatísticos sobre a especialidade mais exposta ou então sobre a judicialização da área da saúde, assunto que tornou os profissionais da saúde não só tensos, mas também desmotivados.

Mas o fato é que quase todos os processos decorrem de incompreensões. De ânimos mal administrados, de expectativas sobre processos empáticos mal sucedidos. De uma psicologia verificada em ambientes onde as tragédias são diárias, os desgastes são infinitos, e onde os profissionais precisam ser objetivos e valorizar a ciência acima de tudo…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do texto “O conceito de Justiça sobre erro médico e Medicina”, do advogado Ricardo Jobim, colaborador habitual deste sítio. Ele foi postado há instantes, e você pode encontrá-lo na seção “Artigos”.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo