ECONOMIA SOLIDÁRIA. Só retoques e infraestrutura estará pronta para receber os expositores e visitantes

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Só retoques e infraestrutura estará pronta para receber os expositores e visitantes - ecosol1

Pavilhão principal está praticamente concluído para os eventos que começam nesta sexta

É grande o trabalho que acontece, ininterruptamente, no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheister. Mas, ninguém duvida, estará tudo pronto para, entre a sexta e o domingo, milhares de pessoas, entre visitantes e expositores, afora as autoridades esperadas, possam participar, com segurança, da 21ª Feira Internacional do Cooperativismo e da 10ª Feira Latino Americana de Economia Solidária.

Também são dados os últimos retoques na infraestrutura que receberá os eventos paralelos, como você confere no material produzido e distribuído pela assessoria de imprensa do Projeto Esperança/Cooesperança, organizador geral das atividades. O texto e a foto são de Maiquel Rosauro. A seguir:

 “Infraestrutura pronta para receber os expositores da 21ª Feicoop

Está quase tudo para receber os expositores da 21ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 10ª Feira Latino Americana de Economia Solidária. O evento será realizado entre sexta e domingo, no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria.

– Faltam apenas os retoques finais. A infraestrutura da Feicoop já está praticamente pronta – afirma José Carlos Peranconi, o Zeca, membro da coordenação geral da Feira e da equipe de infraestrutura.

A Feira tem uma área geral com cerca de 11 mil m², divididos em diversos pavilhões. Também é utilizada a Escola Estadual Irmão José Otão e boa parte dos fundos do Parque da Medianeira.

– Este ano, temos como novidade o túnel que irá abrigar a exposição sobre os 20 anos de história do MST e o novo pavilhão que será utilizado como refeitório para o pessoal que trabalha na Feira – explica Zeca.

Segundo Ivonete Bandeira Tonato, uma das responsáveis pela equipe de Alimentação, o novo pavilhão será muito movimentado durante a Feira.

– Vamos servir em torno de 700 almoços na sexta-feira, 700 no sábado e mil no domingo – projeta Ivonete.

Seminários iniciam nesta quinta-feira

Embora a Feicoop só comece oficialmente na sexta, alguns eventos já irão ocorrer nesta quinta. Às 9h, inicia a reunião do Fórum Brasileiro de Economia Solidária, na Escola Irmão José Otão. No mesmo horário, também na Escola, ocorre o Seminário Ciência do Início da Vida. Já na Sociedade Mãe Rainha, no Bairro Dores, tem início o 4º Seminário de Comercialização da Rede da Economia Solidária e Feminista.

Desde as 7h30min já será possível fazer o credenciamento de expositores e também serão liberados os espaços para organização da Feira. Todavia, a comercialização de produtos será realizada somente a partir de sexta-feira. 

À tarde, às 14h, ocorre o Seminário Nacional de Empreendimentos de Economia Solidária em preparação a 21ª Feicoop. O evento será realizado no Parque da Medianeira, no Lonão Josué de Castro e terá a presença do professor Paul Singer.

Acampamento irá receber mais de 500 jovens

Em frente ao ginásio da Escola Estadual Irmão José Otão já estão instalados os lonões que irão receber as atividades do 10º Acampamento Estadual do Levante Popular da Juventude. São esperados mais de 500 jovens no local, oriundos de municípios como Bagé, Caxias do Sul, Porto Alegre, Pelotas, Ijuí, Rio Grande, Cachoeira do Sul, Santo Ângelo, Santa Maria, Frederico Westphalen, entre outros.

Segundo a professora de História, Celina Goes, 29 anos, que também faz parte da coordenação que organiza o Levante, participam da atividade jovens entre 15 e 30 anos. 

– O Levante tem como objetivo animar e organizar os jovens para eles sejam sujeitos da luta pela construção de um Projeto Popular para o Brasil. Ou seja, este é um espaço organizativo da juventude – afirma Celina.”

PARA CONFERIR A ÍNTEGRA DA PROGRAMAÇÃO, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *