Câmara de VereadoresJudiciárioPolítica

EM 1ª INSTÂNCIA. Vereador Maciel condenado a 5 anos de prisão em regime semiaberto. Saiba por quê

A informação original é da versão online do Diário de Santa Maria. Mas tem tudo para geral grande impacto na política local, ainda que a decisão seja de primeira instância e dela há recurso, com certeza. Confira você mesmo, a seguir, um trecho da notícia do DSM, com texto de Leandro Belles:

Justiça condena João Carlos Maciel a cinco anos de prisão

.. O vereador João Carlos Maciel (PMDB) foi condenado pela Justiça a cinco anos de prisão, no regime semiaberto, pelo crime de concussão, já que, segundo decisão do juiz Leandro Augusto Sassi, teria recebido irregularmente parte do salário de três assessores administrativos de seu gabinete na Câmara de Vereadores entre janeiro e outubro de 2009. 

A decisão é do dia 13 de junho, mas só veio a público na tarde desta quarta-feira. Da sentença, que é de primeira instância, ainda cabe recurso. 

O caso havia sido denunciado à Justiça em outubro de 2009 pelo Ministério Público Estadual. Conforme a sentença judicial, em que constam os depoimentos dos assessores que teriam sido alvos do crime, o parlamentar teria exigido parte dos salários a partir do primeiro mês de trabalho. 

Uma das vítimas contou que foi nomeada em janeiro de 2009 e, desde então, foi comunicada que teria de contribuir com R$ 400 dos R$ 800 mensais recebidos na época…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI  

(SE VOCÊ AINDA NÃO TIVER ESGOTADO A COTA ANTES DE TER ASSINATURA DIGITAL).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo