MÍDIA. Depois do Grupo RBS, mercado enfrenta outro “passaralho”. Terra demite mais de 100 – 16 por aqui

MÍDIA. Depois do Grupo RBS, mercado enfrenta outro “passaralho”. Terra demite mais de 100 - 16 por aqui - terraUma semana depois de confirmadas 130 demissões no Grupo RBS, o mercado de mídia se abala com outra notícia nefasta para os trabalhadores, particularmente aos jornalistas. O portal Terra, um dos maiores do país, também promoveu o seu “passaralho” (termo antigo que identifica demissões em massa nas redações).

Para ficar apenas no Rio Grande do Sul, foram para a rua 16 profissionais, praticamente acabando com a sucursal gaúcha do portal. Mais informações acerca do que está acontecendo com o Terra você tem no material originalmente publicado no portal Imprensa, especializado em mídia. A seguir:

Terra demite pelo menos 100 funcionários; redação é a área mais afetada

O portal de notícias Terra confirmou nesta quarta-feira (13/8) o processo de demissão em seu quadro de funcionários. IMPRENSA apurou que a parte mais afetada foi a redação, podendo chegar a 100 cortes. Em São Paulo, mais de 50 funcionários foram desligados, incluindo toda a equipe de fotografia e o diretor-executivo. Já em Porto Alegre (RS), 16 profissionais foram desligados, sobrando apenas quatro repórteres.

Um dos funcionários demitidos, informou à IMPRENSA que 50% do editorial será desligado da empresa. O Terra alegou aos trabalhadores que o portal passará por uma reformulação. Há indícios de que o site deixará de ser atualizado 24 horas.

Os cortes atingem números próximos aos da última onda de demissões, ocorrida em dezembro de 2012, quando cerca de 150 pessoas foram cortadas em diversas áreas, como administração, TI, redação e marketing. Até o momento, ocorreram 16 desligamentos em Porto Alegre (RS) e no Rio de Janeiro (RJ) somente dois funcionários serão mantidos.

O portal confirmou os desligamentos, mas não forneceu mais detalhes sobre a medida. Em comunicado, a empresa alega que visa adequar sua estrutura e recursos, alinhando suas unidades, além de promover uma reestruturação em todas as áreas. “O Terra agradece os seus colaboradores por toda sua dedicação e trabalho”, finaliza o texto.

Áreas afetadas
Outras áreas afetadas pelo passaralho foram “Esporte” – quatro da redação e seis da TV, “Diversão”, DOOH (Digital Out of Home), RH, Compras e Publicidade. Alguns nomes também já foram confirmados como o de Fábio Condutta, Gerente de Arte, e Renato Moikano, chefe de “Diversão”…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. GEF

    É um festival. Sujeito fala em incentivos do governo que não são repassados mas não diz quais são.
    CLT não prevê nada sobre demissões em massa. Existe um entendimento de alguns tribunais do trabalho que prevê negociação entre a empresa e o sindicato. Só que o assunto está parado (caso da Embraer)no STF com repercussão geral.
    No final das contas só altera a indenização porque ninguém é obrigado a manter outra pessoa como empregado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *