EstadoPolítica

ESTADO. Sartori volta atrás e desiste de receber o aumento que já havia sido sancionado. Ele e seu vice

Em entrevista coletiva, Sartori (com Cairoli) deu seus motivos para mudar de opinião
Em entrevista coletiva, Sartori (com Cairoli) deu seus motivos para mudar de opinião

O editor não tem dúvida alguma dos motivos: a pressão da opinião pública e o descontentamento dos próprios aliados, inclusive a mídia que o apoiou ano passado, que entendiam haver a necessidade de o governador dar o exemplo.

Eis as razões objetivas por que José Ivo Sartori decidiu, com seu vice, José Cairoli, voltar atrás na decisão que já havia sido publicada no Diário Oficial e abriu mão do troco adicional aprovado pela Assembleia Legislativa nos estertores de 2014.

As explicações do governador (há quem o critique, agora, pela mudança de opinião tão rápida) você pode conhecer no material originalmente publicado no G1, o portal de notícias das organizações Globo. A foto é de Divulgação (Assessoria de Imprensa do Palácio Piratini). A seguir:

Sartori volta atrás e anuncia que abre mão de reajuste salarial

O governador José Ivo Sartori (PMDB) anunciou na manhã desta segunda-feira (19) que abrirá mão do reajuste do próprio salário, publicado no Diário Oficial do estado na última sexta-feira (16). Junto a Sartori, o vice José Paulo Cairoli (PSD) também declarou que não terá aumento salarial.

“Quem mais erra é quem não tem humildade de eventualmente voltar atrás. Sou uma pessoa como qualquer outra”, afirmou Sartori.

O governador disse ainda ter ficado em dúvida sobre a decisão de sancionar a lei. A publicação no Diário Oficial dá ainda aumento para secretários, deputados estaduais, Ministério Público, TCE, Judiciário e Defensoria Pública.

“Poderia ter vetado, poderia ter silenciado e achei melhor e mais conveniente tomar uma atitude, daquilo que foi aprovado, sancionado, porque envolvia inclusive outros poderes no mesmo projeto de lei. Devo dizer que a opinião pública reagiu, e quero deixar bem claro para vocês todos que não tenho receio nunca de rever posições e muito menos de não tomar atitudes que reconheçam essa situação”, declarou.

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo