NÃO CUSTA LEMBRAR. Dívida estadual e a União

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 2 de março de 2014, domingo:

POLÍTICA. Há quem creia em solução para problema das dívidas estaduais. E até marca data para votação

Se você imaginou que o título desta nota embute uma certa ironia, não está longe da verdade. O fato é que, aparentemente, o governo não tem interesse numa solução para repactuar as dívidas do Estado com a União e, por isso, joga para o futuro a definição acerca de projeto que se encontra hoje no Senado.

Mas há os crentes. Pelo menos de público. É o caso do senador catarinenese (e ex-governador, que sabe onde aperta o calo) Luiz Henrique, do PMDB. Que até programa votação da proposta (já aprovada na Câmara dos Deputados), sem qualquer mudança, em reunião marcada para os próximos dias, seguintes ao Carnaval.

Será? Pooois é. Em todo caso, essa e a discussão sobre o projeto “anti-terrorista” são as que mais mobilizam os parlamentares neste mês. Para saber…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI     

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, até que a votação aconteceu. E foi relativamente favorável aos Estados, inclusive o Rio Grande. Mas, e esse é o grande detalhe, o que foi aprovado precisa ser regulamentado pela União.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *