Santa MariaSegurança

NÃO CUSTA LEMBRAR. A “meia verdade” da mídia de Santa Maria. Quem disse? O Delegado Regional

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 24 de agosto, domingo:

CRIMINALIDADE. Mídia de Santa Maria conta só uma “meia-verdade” sobre a situação, diz Marcelo Arigony

O delegado regional de Polícia, Marcelo Mendes Arigony, contesta o clima de quase pânico (expressão deste editor) que se observa na mídia santa-mariense, no que toca aos indices de criminalidade registrados na comuna.

Arigony, por exemplo, traz números comparativos com outras cidades de perfil semelhante ao da boca do monte para verificar, entre outras coisas, que aqui se rouba e mata bem menos do que se está a induzir a população a pensar.

Claro que ele não fica apenas nisso. Vai adiante, nas causas e nas medidas a ser tomadas, como você pode verificar no artigo originalmente publicado no Portal Bei(do qual este sítio é associado). Acompanhe você

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, a manifestação do então delegado repercutiu, logicamente. Mas apenas nos bastidores, pois que, afinal, quem gosta de ser criticado? E ainda dar espaço próprio para isso? Modéstia às favas, só um veículo faz isso. E não apenas na boca do monte. Mas, enfim…

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo