CidadaniaMulherSegurança

VIOLÊNCIA. Mulher agredida em estacionamento não se acovarda, vai à polícia e faz desabafo no Feicebuqui

Agressão óbvia: indiciamento apenas por porte ilegal de armas? Deve haver algum engano
Agressão óbvia: indiciamento apenas por porte ilegal de armas? Deve haver algum engano

ATUALIZADA ÀS 19H53

O caso tomou vulto graças à coragem da moça agredida e humilhada. Tanto pelos tapas, quanto pelas palavras, inclusive (está lá no perfil dela no Feicebuqui) por autoridades. Quase 5 mil compartilhamentos e perto de mil comentários ajudam a formar uma rede de solidariedade.

Agora, a situação está com o Ministério Público, depois que a polícia fez o indiciamento. Havia uma dúvida: a informação que o editor obteve, de fonte policial, é que haveria o indiciamento também por lesão corporal e na informação trazida pela versão online do jornal A Razão, tendo como fonte o delegado responsável, falava inicialmente apenas em porte ilegal de arma. Essa informação, porém, foi acrescentada já na versão atualizada do jornal.

De todo modo, a louvar-se a valentia da mulher. Que sirva de exemplo. E nunca mais se repita. Confira, a seguir, a reportagem de Fabrício Minussi, com foto de reprodução e também linque de acesso ao depoimento da moça:

Jovem agredida em porta de banheiro desabafa no Facebook

Um homem, apontado pela vítima como dono de um estacionamento em Santa Maria, foi acusado pelas redes sociais de assédio e agressão.O caso teria acontecido no dia 27 de julho, mas veio a público somente nesta quarta-feira, após a vítima ter publicado no Facebook um desabafo com a foto em que aparece com o rosto machucado devido às agressões que sofrera.

O indivíduo, segundo denúncia, franqueava o uso do banheiro do estacionamento para as jovens que aguardavam na fila de uma boate nas imediações. A garota narra que teria sido agredida e ameaçada com uma arma de fogo, após ela e algumas amigas terem sido grosseiramente assediadas pelo indivíduo. O caso, segundo a vítima, foi registrado na Polícia.

De acordo com o delegado Carlos Alberto Dias Gonçalves, responsável pelo 1º Distrito Policial (DP), o dono do estacionamento chegou a ser preso em flagrante ainda na noite dos fatos por porte ilegal de arma e já foi indiciado pela prática do mesmo crime. A Razão apurou que o indivíduo também respoderá por lesão corporal.

O caso está, agora, ais cuidados do Ministério Público (MP). Gonçalves também disse que a situação de assédio foi registrada pela jovem no Posto Especial Criminal (JEC), que funciona anexo à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA).

A postagem no Facebook, até às 17h30 desta quarta-feira, havia sido compartilhada por mais de 4,6 mil internautas e comantado mais de 700 vezes. “Eu virei mais uma que apanhou porque abriu a boca e não ficou quieta diante de uma situação de opressão. Pois me deem quantas tapas quiserem, porque nunca me calarão!”, desabafou a jovem.

Confira, aqui, o desabafo da jovem.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

PARA LER OUTRAS REPORTAGENS DE ‘A RAZÃO’, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. @brando
    ""Lesão corporal dá três meses a um ano, depende do que saiu no laudo médico. Assédio sexual é só no contexto do trabalho.
    Resumo da ópera: vai terminar em cestas básicas
    "Que sirva de exemplo e nunca mais se repita" é piada""
    Pincei algumas das asneiras, inverdades,o escambau… para mostrar como as redes sociais servem tambem para disseminar e induzir à VIOLÊNCIA, principalmente contra as mulheres.
    Atitude tipica de Covardes.
    Da pior espécie.

  2. parabéns a jovem pela coragem, nos mostra a fria realidade atual; onde a impunidade faz ainda mais estragos do que o machismo. Para mim fica claro uma inversão de valores, uma desestruturação da sociedade e com tudo isso fica cada vez mais difícil acreditar nas nossas instituições. Os pais atualmente tem mais esta triste tarefa: educar os filhos para conviver com esta realidade absurda!

  3. Quando o idealismo pecha com a realidade sempre leva a pior.
    Lesão corporal dá três meses a um ano, depende do que saiu no laudo médico. Assédio sexual é só no contexto do trabalho. Sobra uma contravenção penal salvo melhor juízo, importunação ofensiva ao pudor, cuja multa é de dois contos de réis.
    Porte ilegal são dois a quatro anos. Réu primário, no pau da goiaba vira uma restritiva de direitos.
    Resumo da ópera: vai terminar em cestas básicas.
    Policiais são um caso a parte. Tirando as condições salariais e tudo que teoricamente se espera deles, dia sim, dia não, têm que lidar com os aspectos mais tenebrosos da sociedade. Drogados, gente esfaqueada, gente baleada, homícidios de toda sorte, estupros, crianças vitimadas, etc. Acabam "anestesiados" e cínicos como modo de defesa. Para eles deve ter sido só mais uma "desinteligência".
    "Que sirva de exemplo e nunca mais se repita" é piada. Até parece que alguém que assedia e carrega uma arma na cintura teria alguma preocupação com a reprovação moral de alguém. Por sorte ninguém levou um tiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo