AssembleiaEstadoSanta MariaTragédia

14.746/2015. Sartori sanciona lei que torna dia da tragédia da Kiss a data para prevenir contra incêndios

Por TIAGO MACHADO, da Assessoria de Imprensa de Valdeci Oliveira

Depois de aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa no último dia de 10 novembro, o projeto que torna a data de 27 de janeiro como Dia Estadual de Conscientização sobre a Prevenção e a Proteção contra Incêndios virou lei estadual. A proposta, elaborada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) em fevereiro de 2014, já foi sancionada pelo governador José Ivo Sartori e tornou-se oficialmente a Lei nº 14764 do Rio Grande do Sul. A sanção foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta semana. “A tragédia da Kiss provocou um grande alerta. Porém, com o passar da comoção, a conscientização voltou a diminuir. Isso é perigoso. Não podemos esquecer nunca do que ocorreu naquela data para não permitir que casos similares se repitam”, afirmou Valdeci.

A ideia de elaborar o projeto de lei surgiu depois da realização de um seminário internacional sobre segurança e prevenção contra incêndios, promovido pela Associação dos Sobreviventes e Vítimas da Tragédia de Santa Maria (AVTSM).

Lei Kiss – O deputado vê com preocupação algumas iniciativas que surgem na Assembleia Legislativa para flexibilizar ainda mais a Lei Kiss, conjunto de normas anti-incêndio elaborado e aprovado pelo Parlamento gaúcho em 2013, após a tragédia da Kiss. “Essa lei já foi alterada e flexibilizada depois da sua aprovação. Novas ações nesse sentido podem fragilizar a proteção da vida, que foi o centro do trabalho legislativo”, ressaltou Valdeci.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA LEI:

valdeci lei

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo