Artigos

Caso Kiss: juiz apto para decidir sobre júri popular. E tudo decidido sobre o lixo – por Luiz Roese

kiss seloNa semana em que o titular da 1ª Vara Criminal de Santa Maria, juiz Ulysses Fonseca Louzada, começou a ouvir réus e testemunhas de acusação e defesa, no processo da falsificação da consulta popular usada para abertura da boate Kiss, em 2009, o processo principal sobre a tragédia mudou de estágio: agora está apto para a decisão do magistrado sobre se o caso deve a júri popular ou não.

Já dei aqui (https://claudemirpereira.com.br/2016/03/o-caso-da-kiss-vai-ter-mesmo-juri-popular-por-luiz-roese/) a minha opinião: Louzada deve mandar os quatro réus (Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann, sócios da boate , Marcelo de Jesus dos Santos, vocalista da banda Gurizada Fandangueira, Luciano Bonilha Leão, produtor de palco da banda) a júri popular.  Meu palpite: essa decisão sai em junho ou julho. Mas isso é só um “achismo”.

Só que ainda vai longe essa história: seja qual for a decisão do juiz, vão haver recursos das defesas ou da acusação. E aí começarão outras lutas judiciais. Primeiramente, no Tribunal de Justiça do Estado (TJ/RS) e, depois, em Brasília, no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF). Até chegar a uma decisão final, serão mais alguns anos. Então, mais um pouco de paciência será necessária.

Lixo: decisão final sobre as empresas escolhidas

Mudando totalmente de assunto, o resultado da licitação do serviço de coleta de lixo em Santa Maria não tem mais volta. A prefeitura já homologou o resultado final da concorrência (veja AQUI).

A Cone Sul Soluções Ambientais, de Porto Alegre fará a coleta e o transporte de resíduos sólidos domiciliares conteinerizados, na região mais central do Município. O valor, para dois anos de contrato, será de pouco mais de R$ 9 milhões. A licitação prevê que serão 600 contêineres, 100 a mais do que na licitação anterior (veja aqui o mapa da área onde eles ficarão).

Já a Sustentare Saneamento, de São Paulo, fará a coleta convencional e o transporte de resíduos domiciliares e públicos. O valor do contrato será de R$ 14,3 milhões por dois anos.

Depois que a prefeitura assinar os contratos com as empresas vencedoras, elas terão até 90 dias para começar efetivamente os serviços.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo