EducaçãoEstadoTrabalho

EDUCAÇÃO. Em Santa Maria, magistério em greve fará caminhada. Na capital, ocupação e ação judicial

Em Santa Maria, assembleia dos docentes estaduais, nesta segunda, definiu ações para a terça-feira, inclusive caminhada à Câmara
Em Santa Maria, assembleia dos docentes estaduais, nesta segunda, definiu ações para a terça-feira, inclusive caminhada à Câmara

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto da reunião), da Assessoria de Imprensa do CPERS/SM

O 2º Núcleo do CPERS/Sindicato irá mobilizar professores, alunos e gestores educacionais nesta terça-feira (14). A partir das 14h, haverá concentração na barraca dos grevistas, localizada no Viaduto Evandro Behr, no Centro de Santa Maria. Na sequência, será realizada uma caminhada até a Câmara Municipal de Vereadores.

Conforme a diretora do 2º Núcleo, Sandra Regio, o objetivo é aumentar a pressão no governo estadual para a continuidade das negociações e também mostrar para a população os motivos da continuidade da greve do magistério gaúcho.

– As ocupações dos alunos nas escolas seguem firmes e nós professores continuamos fortes na greve. Pedimos a todos que irão participar da caminhada que levem doações que serão repassadas para os alunos nas ocupações, sobretudo, alimentos e materiais de limpeza – avalia Sandra.

A caminhada foi definida na Assembleia Regional do 2º Núcleo, realizada na tarde desta segunda (13), no Instituto de Educação Olavo Bilac. Mais de 300 professores estiveram presentes para escolher os delegados que irão participar do 9º Congresso do CPERS, de 1º a 3 de julho, em Bento Gonçalves.

Em Santa Maria, oito escolas estão ocupadas pelos estudantes: Cilon Rosa, Augusto Ruschi, Margarida Lopes, Tancredo Neves, Olavo Bilac, Maria Rocha, Walter Jobim e Manoel Ribas (Maneco).

Na região, a Escola Bom Conselho, em Silveira Martins, e o Colégio Estadual São Sepé, em São Sepé, também seguem ocupados pelos alunos.

Em Porto Alegre, sem acordo e informação de que governo quer reintegração judicial das escolas, ocupação no CARF (foto CPERS)
Em Porto Alegre, sem acordo e informação de que governo quer reintegração judicial das escolas, ocupação no CARF (foto CPERS)

Comando de Greve ocupa CAFF, em Porto Alegre

O Comando de Greve do CPERS ocupa, neste momento, o Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), em Porto Alegre. Os professores afirmam que só irão sair do local quando o governo Sartori apresentar uma proposta concreta para a categoria.

Na tarde desta segunda, ocorreu no CAFF a quarta reunião do Comando com representantes do governo, sem nenhuma proposta para os educadores, que já estão na quinta semana de greve.

O Comando de Greve exige, neste momento, a retirada do PL 44, a revogação da portaria do Difícil Acesso e a questão de um terço da hora atividade.

LEIA TAMBÉM:

PGE ingressa com ação para reintegração de escolas”, no Correio do Povo, com informações de Samanta Klein, da Rádio Guaíba (AQUI)

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo