Destaque

ELEIÇÕES. O imbroglio que ainda não garante apoio do PTB a governistas. E pacto entre Fabiano e Werner

Fabiano, Werner e dirigentes das siglas: alto nível e propostas concretas
Fabiano, Werner e dirigentes das siglas: alto nível e propostas concretas

Duas questões relevantes sobressaíram nas articulações havidas nesta segunda-feira, em torno das coligações visando ao pleito de outubro. Elas envolvem o PTB, ou pelo menos a parte que tem como líder a vereadora Deili Granvile, e também o PSB, cujo líder, Fabiano Pereira, recebeu a visita do vereador Werner Rempel, pré-candidato do PPL à Prefeitura.

A seguir, um resumo das duas situações, conforme as fontes do editor:

O QUE ESTÁ pegando, no PTB, é a desconfiança forte, do grupo liderado por Deili de que o peso do Rede Sustentabilidade e do PSD (se este aderir à aliança) dificultaria em muito, se é que não inviabilizaria, a manutenção da bancada petebista na próxima Legislatura.

Tanto os redistas quanto os pessedistas têm fortes puxadores de voto (Jorge Trindade e Marion Mortari, respectivamente) o que obrigaria a coligação a fazer improváveis 28 mil votos, somados, para reeleger ambos e também os dois do PTB.

Por conta disso, a resistência. Da qual, pelo menos por enquanto, a edil não foi demovida, ao contrário de Ovídio Mayer, que aposta no acordo. Mas nada está decidido, ainda. A pressão, consta, é enorme, inclusive do Palacete da SUCV, que entrou na negociação, para garantir mais tempo e militância para a dobradinha Fabiano Pereira (PSB) e Magali da Rocha (PMDB).

Imagina-se que na sexta-feira, quando ocorre reunião do Diretório do PTB, uma solução seja dada. Do contrário, o racha no partido tende a ser inevitável.

Deili Granvile (na foto com Ovídio Mayer e Jair Binotto, presidente do partido), até aqui, se mantém irredutível na sua opinião
Deili Granvile (na foto com Ovídio Mayer e Jair Binotto, presidente do partido), até aqui, tem se mantido irredutível na sua opinião

ENQUANTO ISSO, nesta segunda-feira, o ex-deputado petista e atual presidente do PSB e pré-candidato a prefeito, Fabiano Pereira, recebeu a visita do ex-correligionário (e que o apoiou na disputa para a Câmara dos Deputados) Werner Rempel, do PPL.

No encontro, acontecido no escritório político de Fabiano, com a presença também de dirigentes do PPL, os dois pré-candidatos firmaram um pacto. Segundo a assessoria do socialista, ambos prometem realizar um debate eleitoral “de alto nível e com propostas concretas para Santa Maria”.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo