Feisma 2016

FEISMA 2016. Case IH e o reinício em terras gaúchas

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), Especial para o Site

Trator Farmall 95 Case IH exposto na entrada do Pavilhão da Expofeira
Trator Farmall 95 Case IH exposto na entrada do Pavilhão da Expofeira

A Case IH é uma das grandes fabricantes de maquinário agrícola instaladas no Brasil. Porém, a marca do Grupo CNH (líder mundial no segmento de bens de capital) jamais contou uma forte representação na região Centro-Sul do Estado. Esta história começou a mudar apenas nesta década graças à parceria com uma holding originada em Santa Maria.

Em 2012, a Cooperativa dos Agricultores de Plantio Direto (Cooplantio) firmou uma parceria com a Case IH para a abertura de concessionárias da marca. Foram inauguradas lojas em Eldorado do Sul, Camaquã, Pelotas, Santa Maria, São Gabriel, Dom Pedrito e Bagé. Até o final daquele ano, a cooperativa previa o faturamento de R$ 20 milhões com a iniciativa.

A expansão foi rápida, mas não foi mais veloz que a bancarrota do negócio. Em 2014, alegando dificuldades financeiras, a Cooplantio encerrou a parceria com a Case IH em revendas de máquinas agrícolas. À época, o presidente da cooperativa, Daltro Benvenuti, afirmava estar abrindo mão de unidades que não eram rentáveis a curto prazo.

Nas fazendas onde os maquinários Case IH já faziam parte do dia a dia da rotina de milhares de gaúchos, a notícia gerava preocupação. O que fazer com maquinário sem manutenção?

Nos bastidores, comentava-se que a Cooplantio tentou dar um “passo maior que a perna”. Os produtos da Case IH eram elogiados pelos agricultores, porém o serviço de pós-vendas era ineficaz. Ficava claro que a cooperativa priorizava o lucro com a venda de máquinas em curto prazo e negligenciava o futuro relacionamento com os clientes.

Para alento dos produtores rurais, um novo capítulo para a história da marca em terras gaúchas viria a ser antecipado ainda no final de 2014. Em outubro daquele ano, era anunciada a criação da RGS Máquinas Agrícolas, do Grupo JMT (controlador de empresas como Planalto, Veísa e JMT Agropecuária).

Através da parceria entre Case IH e JMT, a RGS assumiu as concessionárias de Santa Maria, São Gabriel, Dom Pedrito, Bagé, Pelotas e Camaquã, além da assistência técnica da marca. A loja de Santa Maria, município de origem do Grupo JMT, foi a primeira ser inaugurada, em 9 de dezembro de 2015.

A concessionária que durante a curta era Cooplantio funcionava na BR 158, 820 (na saída para Rosário do Sul, antes do trevo de acesso ao Bairro Boi Morto), foi trazida para “dentro de casa”. Agora, está localizada na BR 158, 1000, ao lado da Planalto Passageiros e da Veísa.

“Antes de abrir as lojas, a RGS primeiro investiu em assistência técnica especializada e em peças. Na última safra, nenhum produtor ficou mais de 24 horas com maquinário parado por falta de assistência”, ressalta o consultor de vendas, Rodrigo Simon.

Na Feisma, na entrada no Pavilhão da Expofeira, está exposto um trator Farmall 95 Case IH. A máquina de 104 cv e torque máximo de 380 Nm representa com exatidão o significado da marca Case IH para os produtores: alta tecnologia aliada a melhor desempenho e produtividade.

Prestigie a 29ª Feisma!

Horário de visitação

Domingo

Até às 22h30

Ingressos

Estudantes e pessoas a partir de 60 anos (meio ingresso) – R$ 6,00

Até às 22h30 – R$ 12,00

Crianças até 8 anos não pagam – Acompanhadas dos pais ou familiares

PARA CONFERIR TODAS AS MATÉRIAS DA FEISMA 2016, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo