CRISE POLÍTICA. Temer nega e recusa possibilidade de renúncia. E o Aécio se manda da Presidência do PSDB

CRISE POLÍTICA. Temer nega e recusa possibilidade de renúncia. E o Aécio se manda da Presidência do PSDB - temer-2Em meio a muitos rumores sobre sua renúncia, Michel Temer se manifestou agora à tarde, negando qualquer envolvimento em falcatrua (por mais que tenha sido anunciada a existência de um áudio que o comprometeria) e é peremptório ao dizer que não pretende renunciar à Presidência da República.

Enquanto isso, Aécio Neves, pra lá de encrencado, com a irmã e primos presos, se afasta (em LICENÇA) da presidência do PSDB e o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, além de ter determinado inquérito para apurar atos de Temer, TIROU qualquer sigilo da história inteira – o que signica, objetivamente, que a qualquer momento os tais áudios e videos virão a público.
Especificamente sobre a fala do presidente Michel Temer, acompanhe o material originalmente publicado no portal do Correio do Povo, com informações da Agência Brasil e foto de Valter Campanato. A seguir:

Temer nega denúncias e descarta renúncia

…Em pronunciamento à Nação nesta quinta-feira, Michel Temer negou com veemência seu envolvimento em um possível aval para manter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha e descartou deixar o cargo de presidente da República. Com a voz rouca e enfático, Temer afirmou que não deixará o Planalto: “Não renunciarei. Repito não renunciarei”, disse.

Temer abriu seu discurso destacando a melhora na economia e a queda da inflação e ao mesmo afirmou que a notícia da gravação – conversa com o empresário da JBS – atrasa o desenvolvimento do Brasil.  “Meu governo viveu nesta semana seu melhor e seu pior momento.”

Segundo o presidente, a investigação do Supremo Tribunal Federal (STF) será território onde surgirão todas as explicações. “No Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos”, disse Temer.

Na noite dessa quarta-feira, o jornal O Globo divulgou reportagem sobre encontro gravado em áudio pelo empresário Joesley Batista, em que Temer teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Cunha está preso em Curitiba.

Hoje o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin homologou a delação premiada dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS, e abriu inquérito para investigar o presidente Michel Temer.

Mais uma vez, Temer falou da sua trajetória política. Disse que não tem nada a esconder.  “Sei do que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida”. Para encerrar, declarou que seu compromisso é com o Brasil.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI .



1 comentário

  1. Jorge

    Temer, renuncia! Tenha mais dignidade que a sua antecessora, a pedante.

    Está certo que sem foro privilegiado o senhor será conduzido para um local gradeado, e esse é o seu maior medo, mas poderá ter a chance de delatar os seus companheiros de chapa e assim passarmos o trio a limpo.

    O trio é chamado agora de “Os Exterminadores do Nosso Futuro”: o Chapolim Colorado, a sra. Dilma e ele.

    A sua delação será um grande favor para o país escancarar mais da podridão dos subterrâneos da Brasília.

    Abriram a caixa preta do BNDES. Imaginem o que vem pela frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *