EconomiaJudiciárioNegóciosTecnologia

NEGÓCIOS OU… Luciana Manica e o brinquedinho que até pode ser inútil, mas leva a debates sobre ética

“…A malfadada invenção se trata de um brinquedo chamado atualmente de Fidget Snpinners: um artefato de forma circular, feito para ser segurado pelas pontas dos dedos deixando as bordas livres para girar. Resumo: inútil para muitos e “a salvação” para outros ou tantos outros, ao menos foi o que defenderam aqueles que sofrem de ansiedade, que o brinquedinho tinha a sua serventia.

Vale recordar que patente não analisa a “utilidade/aceitação” no mercado, e sim, se preenche os requisitos, quais sejam: atividade inventiva (ou ato inventivo), novidade absoluta (mundial) e aplicabilidade industrial (se pode ser produzido em série)…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo “O ético, o justo e o aceitável”, de Luciana Manica Gössling. Ela é advogada, Mestre em Direito e especialista em Propriedade Intelectual. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”!

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: a imagem que você vê aqui é reprodução da internet.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo