LUNETA ELETRÔNICA. A ressurreição de um projeto que já morreu de novo e os apoiadores de Bolsonaro

LUNETA ELETRÔNICA. A ressurreição de um projeto que já morreu de novo e os apoiadores de Bolsonaro - Apoiadores-do-Bolsonaro-em-SM

Grupo de apoio a Jair Bolsonaro foi criado durante um jantar na noite de quinta (8). Foto Divulgação

Por Maiquel Rosauro

* Algumas coisas que acontecem na Câmara de Vereadores são difíceis de acreditar.

* Veja este caso: Em 5 de dezembro, o vereador Luciano Guerra (PT) protocolou o Projeto de Lei nº 8611/2017, que institui a meia entrada para professores da rede municipal, estadual e federal de instituições públicas e privadas que exerçam docência no Município de Santa Maria.

* A proposta do petista foi aprovada em plenário no fim do ano e se tornou lei em meados de janeiro.

* Eis que, em 31 de janeiro (quarta-feira da semana passada, para ser mais exato), a vereadora Celita da Silva (PT) reapresentou o Projeto de Lei Complementar 8488/2017, que “dispõe sobre a concessão da meia entrada em Eventos Culturais aos Profissionais do Ensino”.

* Ou seja, basicamente, a proposta é a mesma apresentada por Luciano. Inicialmente, Celita havia entrado com a iniciativa em maio e retirado em junho. Em 29 de dezembro, o projeto foi arquivado.

* Na quinta (8), devido à reapresentação, o projeto entrou para análise da Procuradoria, que imediatamente percebeu que tal inciativa já existe.

* O site entrou em contato com o chefe de gabinete da vereadora petista, Marcelo Dorneles Michel, que ressaltou tratar-se de um erro. “Fiz um requerimento pedindo o arquivamento”, afirmou.

* Apoiadores do pré-candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro (PSC), reuniram-se na noite de quinta-feira (8), no Restaurante Vera Cruz.

* O objetivo do encontro foi criar um grupo de apoio à candidatura do deputado federal pelo Rio de Janeiro.

* Quem divulgou a reunião foi o cirurgião-dentista Moacir da Rosa Alves, ex-coordenador regional adjunto de Saúde.

* Segundo ele, Bolsonaro é “o candidato da esperança de um Brasil sem corrupção, com educação verdadeira e segurança para os cidadãos de bem”.

* Alves também destacou que “o ponto alto do encontro foi o voluntariado e a presença de cidadãos nunca antes envolvidos na política, mas que acreditam na democracia e na soberania do voto consciente”.



5 comentários

  1. O Brando

    Dando risada. Desqualificação está no sangue. O que uns afirmam dos seguidores de Bolsonaro é exatamente o que outros afirmam dos seguidores de Lula. E não se chega a lugar nenhum. Interessante é que gostam de falar em “tolerância”, criticam os “haters”, etc. Acham que ninguém nota a contradição.
    Já no caso do desenho animado (que originalmente era engraçado, as continuações nem tanto), como explicar que os Minions (que não fizeram nada a ninguém além do riso) estão de um lado e o Malvado Favorito está do outro.

  2. Massa

    Gosto de ver e conhecer os apoiadores do Bolsa, os identificados com ele, que pensam da mesma maneira e por extensão, devem ter o mesmo modo de agir, assim posso ficar beeeeeem longe deles…..

  3. GORDO INCRÉDULO

    Babaca por babaca, uns são úteis para um, outros são úteis para outro. Mas todos ceguinhos !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *