CÂMARA. Após pressão do Grupo dos 11, Ovídio retira a sua assinatura da moção de repúdio ao PT

CÂMARA. Após pressão do Grupo dos 11, Ovídio retira a sua assinatura da moção de repúdio ao PT

CÂMARA. Após pressão do Grupo dos 11, Ovídio retira a sua assinatura da moção de repúdio ao PT - maiquel-ovídio

Em entrevista ao site, Ovídio justificou que está retirando sua assinatura porque uma moção não pode comprometer o trabalho da Casa

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Equipe do Site

O vereador Ovídio Mayer (PTB) protocolou na Câmara, na manhã de sexta-feira (16), um requerimento solicitando a retirada de sua assinatura da moção de repúdio contra a visita do ex-presidente Lula a Santa Maria. Ele era um dos dez parlamentares que haviam assinado o documento protocolado por Admar Pozzobom (PSDB).

“Uma moção não pode comprometer o trabalho da Câmara”, justificou o petebista.

Ovídio não esteve na Câmara, na quinta (15), quando Admar tentou defender a moção. O parlamentar é médico e estava realizando uma cirurgia àquela tarde.

Conforme o site apurou, ainda na noite de quinta teve início a pressão do Grupo dos 11 (grupo que une vereadores de oposição e dissidentes da base) para que Ovídio desistisse de apoiar a polêmica moção.

Na tarde de sexta, Admar relatou ao site que não havia sido informado sobre a retirada da assinatura de Ovídio. Porém, garantiu que não irá desistir.

“Independente da assinatura do doutor Ovídio, vamos defender (a moção). Não vamos recuar. Se não conseguirmos aprovar, será a sociedade que julgará”, disse Admar.

A defesa da moção ocorrerá na próxima terça (20), justamente no dia da visita de Lula a Santa Maria. Se a lógica prevalecer, a moção não deve ser aprovada, já que o G11 (que é maioria na Casa) tende a votar unido contra a iniciativa do tucano.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *