EducaçãoTecnologiaUFSM

TECNOLOGIA. Vice-reitor da UFSM se reúne com dois secretários de Estado. Tema: ampliação de convênios

O vice-reitor da UFSM, Luciano Schuch, foi recebido por Márcio Biolchi e Cezar Schirmer. Encontro foi ontem, em Porto Alegre

Da Assessoria de Imprensa do Gabinete do Reitor, com informações e foto da SDECT/RS

O vice-reitor da UFSM, professor Luciano Schuch, participou ontem (20), de uma reunião com o secretário Márcio Biolchi, titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), em Porto Alegre. Na pauta, a possibilidade de ampliação dos convênios na área de pesquisa científica e de inovação tecnológica entre o Estado e a Universidade Federal de Santa Maria. Também participaram do encontro, o secretário adjunto, Evandro Fontana e o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer.

De acordo com Schuch, foi debatido com o secretário o apoio na qualificação de laboratórios da UFSM para a prestação de serviços para o governo do Estado e a sociedade de modo geral. A parceria com o governo se dá por meio do programa de Apoio aos Polos Tecnológicos, que visa estimular, apoiar e coordenar a integração entre universidades, centros de pesquisa e setor produtivo. Em 2017, a SDECT financiou a aquisição de equipamentos para o laboratório de Ensaios Fotovoltaícos do Instituto de Redes Inteligentes, que recentemente se tornou o único do Brasil acreditado pelo Inmetro para ensaios com potências até 50 kW (http://bit.ly/2u6bJ8H). O objetivo é que, desta vez, os laboratórios dos cursos de Engenharia Civil e Engenharia Elétrica da UFSM recebam o apoio do governo. Nos próximos dias, uma equipe técnica da UFSM fará uma visita à Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec) para verificar as potencialidades dos laboratórios do Estado e as possíveis parcerias com a Universidade.

Lei do Teto – O vice-reitor ainda discutiu com o secretário formas de viabilizar o repasse de recursos extra orçamentários à Universidade, minimizando os impactos da Emenda Constitucional 95, conhecida como a Lei do Teto. “Hoje, o acesso aos recursos obtidos pela Universidade por meio de parcerias é limitado pela Lei do Teto, que restringe os gastos públicos de acordo com o Orçamento, inviabilizando novos investimentos”, explica Schuch. Segundo o vice-reitor, o secretário Biolchi comprometeu-se em verificar juridicamente a possibilidade de garantir o acesso aos recursos para investimentos nos laboratórios

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Assim começa o desvio de dinheiro publico…..agora pouco temos 2 grandes exemplos conveniados da UFSM com o governo do estado que virou em desvio…é sempre assim….universidade mal administrada da nisso.

  2. Vice-reitor foi discutir com secretário que vai acionar o jurídico. É certo que o poder da reitoria não é lá estas coisas, mas poderia pedir para alguém do curso de direito dar uma olhada no assunto. Começo de semestre, alguém da graduação poderia pegar como TCC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo