CÂMARA. Vereadores aprovam outra semana para a cidade. Agora de Orientação sobre Primeiros Socorros

CÂMARA. Vereadores aprovam outra semana para a cidade. Agora de Orientação sobre Primeiros Socorros - maiquel-Francisco-Harrisson

Semana Municipal de Orientações de Noções de Primeiros Socorros será a segunda do mê de setembro, segundo o projeto de Harrisson

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

Santa Maria terá uma semana dedicada a orientações sobre primeiros socorros. A iniciativa partiu do vereador Francisco Harrisson (PMDB) e foi aprovada por unanimidade na sessão do Legislativo dessa terça-feira (24), via Projeto de Lei 8630/2018.

O objetivo da proposta, segundo Harrisson, é promover eventos em conjunto com as áreas de saúde e educação, atingindo, sobretudo, os estudantes. O parlamentar, que também atua como médico, chamou atenção para o fato de que, hoje, poucas pessoas na cidade sabem o que fazer quando um cidadão cai um tombo no Calçadão ou mesmo como agir no caso de algum familiar sofrer uma queimadura ou se engasgar em casa.

“As noções de primeiros socorros ficam na segunda fase da vida, nas faculdades de enfermagem, fisioterapia e medicina. Isso ocorre ao contrário dos países desenvolvidos, onde a criança já aprende desde cedo a ligar para o 911. Aqui no Brasil a criança deveria aprender a se comunicar com o Samu”, disse Harrisson.

A iniciativa prevê que a Semana Municipal de Orientações de Noções de Primeiros Socorros ocorra sempre na segunda semana de setembro. Para se tornar lei, a proposta precisa ser sancionada pelo prefeito Jorge Pozzobom (PSDB).



2 comentários

  1. oaranhanegra

    Santa Maria terá uma semana dedicada a orientações sobre primeiros socorros. A iniciativa partiu do vereador Francisco Harrisson (PMDB) e foi aprovada por unanimidade na sessão do Legislativo dessa terça-feira (24), via Projeto de Lei 8630/2018.

  2. oaranhanegra

    Agora sim . A cidade sofrendo com a toxoplasmose, e o Legislativo aprova lei de primeiros socorros.
    Cômico, se não fosse trágico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *