Destaque

CIDADE. Vice-presidente do Legislativo quer desconto no IPTU para as famílias atingidas pelos alagamentos

Peemedebista Adelar Vargas reclama do que consdera ser a falta de atitude da Prefeitura em relação aos alagamentos em Santa Maria

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Mateus Azevedo/AICV), da Equipe do Site

O vice-presidente do Legislativo, Adelar Vargas – Bolinha (PMDB), quer que as famílias atingidas por enchentes e alagamentos tenham desconto no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A proposta foi protocolada através do Projeto de Sugestão 13/2018.

O objetivo é beneficiar apenas imóveis legalizados, construídos dentro dos parâmetros legais e que respeitem as normas e o código de posturas do Município. Serão considerados os danos físicos ou nas instalações elétricas ou hidráulicas decorrente da invasão das águas, além da destruição de alimentos, vestuários, móveis ou eletrodomésticos.

A iniciativa também estabelece que, para concessão dos benefícios, seja elaborado pela Prefeitura relatório dos imóveis edificados afetados por enchentes e alagamentos. O projeto foi protocolado na quarta (24) e teve como ponto de partida a chuvarada de sábado (21).

“Essas pessoas são prejudicadas há muitos anos, e acho que falta planejamento, projetos e vontade da Secretaria de Meio Ambiente em agilizar as licenças ambientais para as obras. Não tem órgão na Prefeitura que só trate dos alagamentos e nem da prevenção”, relata Bolinha.

O peemedebista também reclama da ausência de um cronograma de trabalho que abranja serviços como limpeza de bueiros e desassoreamento de rios.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Populismo barato. Projeto de sugestão por causa do vício de origem?
    Órgão na prefeitura para pendurar aspones.
    Prejudicadas há muitos anos porque entre outras coisas o governo peemedebista do Schirmer deixou a cidade parada 8 anos. Fazer cara de paisagem e tentar aparentar que não tem nada com isto não vai enrolar ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo