MEMÓRIA. Jornalistas, veículos e clubes lamentam a morte prematura do repórter Ricardo Vidarte, do SBT

MEMÓRIA. Jornalistas, veículos e clubes lamentam a morte prematura do repórter Ricardo Vidarte, do SBT

MEMÓRIA. Jornalistas, veículos e clubes lamentam a morte prematura do repórter Ricardo Vidarte, do SBT - vidarteDo portal especializado COLETIVA.NET, com foto de Reprodução

O jornalista Ricardo Vidarte, do SBT RS, morreu na manhã desta segunda-feira, 16. Ele sofreu uma parada cardíaca nas dependências da emissora, enquanto preparava o SBT Esporte, programa que apresentava de segunda a sexta-feira, às 12h20, ao lado de Débora de Oliveira. O comunicador chegou a ser levado ao hospital, porém não resistiu. Ele estava com 58 anos e deixa o filho Arthur.

O gerente regional de Jornalismo do SBT RS, Danilo Teixeira, informou ao Coletiva.net que a emissora não transmitirá o SBT Esporte hoje. Com mais de 30 anos de atuação, Vidarte chegou ao SBT RS em 2007, Na sua trajetória já cobriu quatro finais de Libertadores, envolvendo o Grêmio na Argentina (2017, 2007 e 1984) e Colômbia (1995). No começo da carreira, quando atuou na extinta Caldas Junior, realizou sua primeira cobertura esportiva, a Copa do Mundo de 1990. Também passou pelas rádios Sucesso, Gazeta, de Carazinho, Gaúcha, Guaíba, Pampa e Grenal.

O velório do jornalista ocorrerá a partir das 20h, na capela 9, do Cemitério João XXIII, em Porto Alegre (Av. Natal, 60, bairro Medianeira). O sepultamento será amanhã, 17, às 10h30, no mesmo local.

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

LEIA TAMBÉM:

Colegas do SBT RS prestam suas homenagens a Vidarte, falecido nesta manhã”( AQUI)

Comunicadores e emissoras repercutem morte de Ricardo Vidarte” (AQUI)

Clubes esportivos e entidades lamentam morte de Vidarte” (AQUI)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *