CÂMARA. Medalha do Mérito Cultural Prado Veppo entregue a um fundador da Cesma: Télcio Brezolin

CÂMARA. Medalha do Mérito Cultural Prado Veppo entregue a um fundador da Cesma: Télcio Brezolin - câmara-telcio

Brezolin e sua participação em iniciativas como Cesma, Câmara do Livro, Cine Clube Lanterninha, a Feira do Livro de SM e SMVC

Por MATEUS AZEVEDO (texto) e CAMILA PORTO NASCIMENTO (foto), da Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores

Na noite desta quinta-feira (02), no Plenário Coronel Valença, a Câmara de Vereadores de Santa Maria realizou Sessão Solene de entrega da Medalha do Mérito Cultural Prado Veppo ao integrante da Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria (Cesma) Télcio Brezolin.

A Medalha do Mérito Cultural Prado Veppo foi instituída por decreto legislativo, em 2000, e consolidada através da Lei Municipal nº 6040/2016. A homenagem destina-se a escritores santa-marienses ou radicados na cidade e às pessoas ou entidades que se destacam por sua ação em favor da cultura do município.

O vereador Valdir Oliveira apresentou o homenageado, resgatando um pouco da história de Télcio Brezolin. “A Cesma foi o começo de tudo e onde ele permanece até hoje”. O edil destacou vários outros projetos que o homenageado teve e tem participação fundamental, como a Câmara do Livro, O Cine Clube Lanterninha, a Feira do Livro de Santa Maria e o Festival de Cinema. “É uma pessoa fundamental para a construção da cultura santa-mariense. Se não fosse ele, vários livros e filmes não teriam chegado a Santa Maria”.

O homenageado disse que o principal fator que motivou a criação da cooperativa foi a falta de oferta de livros, no final da década de 1970. “O curso do cooperativismo só tinha um livro. Se a gente quisesse encomendar, não tinha como. Era o que tinha e pronto”. Com relação ao Cine Clube Lanterninha, salientou que a motivação foi a mesma: não existiam muitas ofertas de filmes. “A gente procurou buscar o que havia de melhor no planeta para trazer a Santa Maria”. O agraciado encerrou sua fala afirmando que nas quatro décadas que reside na cidade consolidou uma certeza: “que conhecimento é o caminho mais curto para a liberdade e isso não tem preço”.

O presidente do Poder Legislativo, Alexandre Vargas, destacou a importância que Télcio Brezolin teve para a cultura da cidade e agradeceu ao homenageado da noite, aos vereadores e a todos que participaram da sessão solene.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



4 comentários

  1. O Brando

    Sem dúvida, merece. Alás, um debate a ser feito na cidade é a respeito da Cesma. Futuro, desafios, situação atual, possibilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *