Destaque

PARTIDOS. Novo ainda não definiu se abrirá portas para a filiação de políticos que já estão com mandato

Deputado estadual eleito, Giuseppe Riesgo visitou a Câmara nessa quarta. O vereador João Chaves foi o guia da visita pelo Parlamento

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Equipe do Site

Um aviso aos vereadores que andam manifestando interesse em deixar suas legendas e ingressar no partido Novo: a sigla ainda não definiu se abrirá suas portas para políticos que estão em mandato. Quem explica a situação é o deputado estadual eleito Giuseppe Riesgo (Novo), que nessa quarta (24) fez sua primeira visita ao Legislativo santa-mariense após o pleito de 7 de outubro.

“Quem decide esta questão é o Diretório Nacional, que agora está se reorganizando em relação a candidatos a vereador e a prefeito para 2020. Temos uma grande preocupação em relação ao alinhamento da pessoa”, comenta Riesgo.

O rapaz lembra que, para ser candidato pelo Novo, o interessado passa por um processo seletivo.

“É mais complicado a pessoa vir para o partido já com um mandato. Hoje, não temos esse precedente no Novo. O que temos são pessoas que já foram mandatários”, esclarece.

Pelo menos dois vereadores santa-marienses já revelaram a este site que pretendem analisar as propostas do Novo. Uma janela para a troca de partidos deverá ocorrer em 2019 e deverá beneficiar quem pretende concorrer em 2020.

Chaves serviu de guia

Na Câmara, Riesgo teve como cicerone o líder do governo na Casa, João Chaves (PSDB), que é amigo do pai do rapaz. O tucano o acompanhou em uma visita à Sala da Presidência.

“O Novo caiu nas graças da população por ter ideias que o povo pede, como parcerias-público privadas, menor carga tributária e um Estado menor. O Giuseppe é uma grata surpresa e espero que contribua bastante com Santa Maria e região. Fiquei muito feliz com o fato de ele ter sido eleito”, disse Chaves.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo