EstadoJudiciárioPolítica

ESTADO. Schirmer e Sartori liberados da acusação de omissão durante a ‘caravana de Lula’ pelo Rio Grande

Ambos eram acusados de omissão no caso de sargento da reserva da BM, que publicou videos supostamente de incitação à violência

Da Rádio Medianeira, por FABRÍCIO MINUSSI e RODRIGO THIEL, com imagem de Arquivo

O Governador do Estado, José Ivo Sartori, e o Secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, foram absolvidos em ação que ambos eram acusados de omissão no caso de uma sargento da reserva da Brigada Militar (BM), que publicou vídeos supostamente incitando a violência. Eles foram assistidos pelo advogado criminalista Daniel Tonetto.

Os vídeos, segundo a denúncia que foi arquivada, foram divulgados e teriam como alvo as caravanas que rumaram a Porto Alegre em 24 de janeiro de 2018, dia no julgamento em segunda instância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso do Triplex do Guarujá. Nas postagem, a sargento da reserva Flávia Cristina Abreu, teria, segundo a denúncia, incitado a violência e o ódio.

O juiz que analisou o processo decidiu pelo indeferimento da ação, absolvendo Sartori e Schirmer de omissão, visto que a sargento sequer estaria usando farda da BM,  e que se tratava sobre o impedimento de que membros do quadro funcional manifestem-se usando o nome da Corporação.

Para Tonetto, a denúncia se tornou infundada desde o primeiro momento, tendo em vista a falta de provas e a absoluta inocência de Sartori e Schirmer nas acusações imputadas. O caso foi julgado pela 1ª Vara da Fazenda Pública, em Porto Alegre.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo