ORÇAMENTO. Confira plano dos edis para garantir quase Meio Milhão de Reais em emendas individuais

ORÇAMENTO. Confira plano dos edis para garantir quase Meio Milhão de Reais em emendas individuais

ORÇAMENTO. Confira plano dos edis para garantir quase Meio Milhão de Reais em emendas individuais - maiquel-projeto-ovídio-b

Se os dois projetos apresentados forem aprovados e sancionados, os vereadores decidirão o destino de R$ 10,3 milhões em emendas

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Equipe do Site

Os vereadores de Santa Maria terminaram a semana empolgados. Tramitam na Casa dois projetos que, se aprovados, podem garantir quase meio milhão de reais em emendas individuais para cada vereador.

A primeira proposta, que está no período de recebimento de emendas e sugestões, é a do vereador Vanderlei Araujo (PP) que implanta o Orçamento Impositivo.

A iniciativa torna obrigatória a execução de emendas parlamentares, de até 1,2% da receita corrente líquida do Município, sendo que a metade do dinheiro necessita ter a saúde como destino. Se a proposta já estivesse em vigor, cada vereador teria direito a R$ 304.610,64 em emendas impositivas para o ano de 2019, totalizando R$ 6.396.823,38.

Na audiência pública realizada quarta (7), foi divulgado que não há tempo hábil para colocar o Orçamento Impositivo em prática no próximo ano. Logo, a iniciativa deve ficar para 2020. Porém, a notícia não diminuiu o ânimo dos parlamentares. A meta agora é transformar em emendas individuais o dinheiro que, anualmente, sobra do orçamento da Câmara.

O tema surgiu na reunião da Comissão de Orçamento e Finanças (COF), no início da tarde de quinta (8), e depois ganhou corpo durante reuniões no Plenário e na Sala da Presidência. Quem teve a ideia foi o vereador Ovidio Mayer (PTB), que não perdeu tempo. Na manhã de sexta (9), ele protocolou o Projeto de Lei 8778/2018, no qual determina que as emendas dos parlamentares sejam feitas com a economia anual do Legislativo.

Conforme o projeto, ficará a critério de cada vereador o destino da verba, enquanto que o Executivo ficará com a incumbência de executar as emendas parlamentares.

ORÇAMENTO. Confira plano dos edis para garantir quase Meio Milhão de Reais em emendas individuais - maiquel-projeto-ovídio-1

Ovidio quer transformar o valor economizado em emendas individuais

Entre 2013 e 2016, a Câmara devolveu R$ 13 milhões ao Executivo. Ano passado, não houve devolução, mas um contingenciamento de R$ 3 milhões no orçamento da Casa, solicitado pelo prefeito Jorge Pozzobom (PSDB), no início de 2017, para aplicação na área da saúde.

“Este ano, vamos deixar de gastar quase R$ 4 milhões”, disse o presidente da Casa, Alexandre Vargas (PRB), aos colegas no Plenário.

Durante a reunião, o servidor da assessoria técnica da Câmara, Ricardo Zago, explicou que a proposta de Mayer precisa de regramento.

De forma geral, o projeto teve uma excelente aceitação entre os edis. “A iniciativa criará uma consciência de economicidade”, “o acordo tem que ser bem construído” e “já demos uma mão na saúde no ano passado”, foram alguns dos comentários efusivos dos vereadores.

A conta

A empolgação com a iniciativa fica evidente quando se analisam os números. Caso se confirme a projeção de economia de R$ 4 milhões do Legislativo e os vereadores consigam aprovar e sancionar o projeto de Mayer, cada um dos 21 edis teria direito a cerca de R$ 190,4 mil em emendas.

Somando-se aos R$ 304.610,64 projetados para as emendas impositivas, chega-se ao valor R$ 495 mil em emendas individuais. Logo, caberia ao Legislativo decidir o destino de R$ 10,3 milhões em emendas do orçamento municipal.



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *