CÂMARA. Na volta do feriadão de Natal, atenção total para a eleição da nova Mesa Diretora, na quinta-feira

CÂMARA. Na volta do feriadão de Natal, atenção total para a eleição da nova Mesa Diretora, na quinta-feira

CÂMARA. Na volta do feriadão de Natal, atenção total para a eleição da nova Mesa Diretora, na quinta-feira - maiquel-a-1

Alemão do Gás (de camisa amarela) deixará o Grupo dos 11 e voltará para a base do governo? A resposta vem nesta quinta-feira (27)

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

O feriadão de Natal já é passado e o foco agora é a eleição da Mesa Diretora, da Câmara de Vereadores de Santa Maria, na quinta-feira (27). Hoje, tanto o grupo de oposição quanto o governista contam com dez votos cada um. O fiel da balança é o vereador Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB), cujo voto poderá decidir quem estará no controle do Legislativo em 2019.

Nos últimos dias, cresceu nos bastidores a tese de que o presidente do PSB/SM, Fabiano Pereira, articula junto à chefe de gabinete de Alemão, Adriana Trindade Vargas, o voto do socialista junto ao governo. Em troca, com a possível saída de Liliane Duarte da Secretaria Municipal de Saúde, Fabiano assumiria o posto.

Porém, questionando pelo site sobre esta possibilidade, o presidente do PSB foi curto e direto.

“Pode ter a certeza de que não confere”, afirma Fabiano.

O voto de Alemão vai muito além do controle da Mesa. Em 2019, cada partido tem que arrumar a própria casa e estreitar laços com outras siglas para a corrida à Prefeitura, em 2020. O grupo que estiver à frente da Câmara terá, além de uma excelente vitrine, cargos importantes em evidência e, principalmente, o controle sobre as leis que a Prefeitura precisa aprovar ao longo do ano.

A Mesa Diretora possui 16 cargos, incluindo os desejados Secretaria Geral, Procurador Jurídico e Chefe de Gabinete da Presidência. Se Alemão votar no governo, cerca de 13 cargos comissionados (CCs) devem perder o emprego e, possivelmente, haverá um desafogo na Prefeitura, com vários CCs do Executivo voltando para a Câmara. Por outro lado, se o socialista votar com o Grupo dos 11, as mudanças deverão ser mais pontuais.

O voto de Alemão vai interferir até no futuro do MDB/SM, que em 2019 deverá ter uma eleição concorridíssima pelo seu controle entre os grupos de Cezar Schirmer e Magali Marques da Rocha. O candidato do G11 para a presidência da Câmara é Adelar Vargas – Bolinha (MDB), aliado de Schirmer. Caso o vereador emedebista (re)conquiste o voto de Alemão, o grupo shirmista vai entrar com autoridade no futuro pleito do partido.

Mas e o candidato do governo à presidência da Câmara?

“Todos podem ser. O meu nome está a disposição do grupo. Me sinto preparado”, diz o líder do governo na Câmara, João Chaves (PSDB).

O certo é que o governo Pozzobom tem a real possibilidade de conquistar uma inesperada virada no pleito da Mesa. Desde março, o G11 espalhava a todos os cantos um acordo que previa Bolinha na presidência em 2019. Mas, pelo visto, faltou combinar com um certo germânico…

G11 sente o golpe. Governo avança

CÂMARA. Na volta do feriadão de Natal, atenção total para a eleição da nova Mesa Diretora, na quinta-feira - maiquel-b-2Na semana passada, o site informou em primeira mão que Alemão do Gás está indeciso e não garante o voto em Bolinha (AQUI). O G11 sentiu o golpe e manteve o silêncio. Por outro lado, o Grupo dos 10 demonstrou estar de braços abertos ao socialista. Confira ao lado o que João Kaus (MDB), Manoel Badke – Maneco (DEM) e Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) publicaram.

Alemão divulga a nota

Com a repercussão da matéria sobre o voto decisivo, Alemão divulgou uma nota, no Facebook, a partir de um de seus assessores. O texto é longo e vago em relação à Mesa Diretora. Porém, no final há uma possível pista em relação ao seu voto quando diz estar “repensando e reformulando, conceitos, ideias e posicionamentos”. Ponto para o governo.

Confira:

“O surgimento das redes sociais é um dos fenômenos que definem o século XXI. De uma maneira inédita na história da humanidade, elas conectam indivíduos em nível planetário, permitindo a formação de comunidades, o compartilhamento de ideias, fatos e opiniões, a aproximação de pessoas.

É algo extremamente positivo e bem-vindo.

Como tudo, porém, logo descobrimos que elas têm também um lado sombrio: podem ser usadas para manipular grupos, disseminar boatos e mentiras com fins antidemocráticos e permitir que a intimidade das pessoas seja clandestinamente conhecida.

Diante disso lamentavelmente estou sofrendo assim como a minha Chefe de Gabinete de acusações e distorções propagadas por opiniões de pessoas que tem por objetivo desqualificar o trabalho e minha imagem perante a comunidade.

Comunico que já estou tomando as medidas cabíveis, a fim de responsabilizar os propagadores de inverdades pelos seus pelos seus atos.

Aproveito a oportunidade para esclarecer que estou com meu primeiro mandato como vereador, bem, continuo exercendo a minha atividade profissional no ramo de entrega domiciliar e gás, onde me proporciona estar diariamente ouvindo as mais diversas demandas da comunidade.

Sou o vereador que apresentou o maior número de pedidos de providências para resolver os problemas diários da população, não utilizei nenhuma diária no desenvolvimento das atividades, e recentemente tive o meu primeiro projeto aprovado, o qual prevê isenção de estacionamento em parquímetros para idosos e pessoas portadoras de necessidades especiais.

Trabalho incansavelmente melhorar a vida das pessoas que mais precisam, sempre honrei com meus compromissos e minha palavra, por esse motivo me tornei uma pessoa pública, um representante do povo, por isso tenho o dever de estar ouvindo constantemente as pessoas, consequentemente repensando e reformulando, conceitos, ideias e posicionamentos sobre as mais diversas situações.

Seguimos adiante fortalecido no ideal de sempre ao lado da comunidade para servi-lá!”.

Vereador Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás



2 comentários

  1. Garibaldi

    Fabiano Pereira quase confessa com essa frase que está trocando o voto do Alemão do Gás por uma secretaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *