KISS, MARIANA... STF reconhece que a Justiça falha ao não oferecer respostas rápidas para os processos

KISS, MARIANA… STF reconhece que a Justiça falha ao não oferecer respostas rápidas para os processos

KISS, MARIANA... STF reconhece que a Justiça falha ao não oferecer respostas rápidas para os processos - Tragédias

Pós-Brumadinho, Supremo e Procuradoria anunciam observatório para acompanhar grandes desastres (Foto Felipe Sampaio/Divulgação)

A Associação de Vítimas e Familiares da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) se manifestou agora há pouco, em nota, acerca de uma decisão tomada pela Procuradoria Geral da República e do Supremo Tribunal Federal, através de seus comandantes. Para saber exatamente do que se está falando, confira esse trecho da notícia publicada no site do Correio do Povo (com informações d’O Estado de São Paulo) e, imediatamente após, a nota da entidade santa-mariense. Acompanhe:

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, anunciaram nesta quinta-feira a criação de um observatório para acompanhar processos sobres grandes tragédias.  Durante o evento, Toffoli reconheceu que o Judiciário falhou ao não dar respostas céleres nos processos que apuram as responsabilidades de recentes tragédias ocorridas no Brasil e pediu desculpas à população…” (A ÍNTEGRA, AQUI)

NOTA  DA AVTSM

“A AVTSM – Associação de Vítimas e Familiares da Tragédia de Santa Maria, criada em razão do massacre de 242 jovens e pelos 630 sobreviventes com sequelas irreversíveis, que ocorreu há mais de seis anos e que até hoje luta por justiça, vem a público saudar a iniciativa da Procuradora Geral de Justiça, Dra. Raquel Dodge e do Presidente do STF, Ministro Dias Toffoli, em chamar para si a responsabilidade pela investigação dos particulares e dos agentes públicos envolvidos e a reparação às vítimas de grandes tragédias ocorridas no Brasil.

Lastimamos que tantas mortes tiveram que ocorrer para que tal ação fosse tomada e estendemos nossa solidariedade às vítimas e familiares de Brumadinho, Mariana e outras tragédias evitáveis. Ressaltamos que é imprescindível que essa esfera de investigação inclua os agentes públicos responsáveis, pois isso é fundamental para impedir a repetição desses desastres.

Ao mesmo tempo em que estaremos cobrando o andamento dessa ação, renovamos nossa esperança de que essa iniciativa realmente concretize a justiça e a punição dos responsáveis pela fatalidade da Boate Kiss, que levou nossos filhos, e pelas demais adversidades ocorridas, porque somente a justiça e o fim da impunidade trarão paz às vítimas e impedirá que mais tragédias aconteçam.”



1 comentário

  1. O Brando

    Tem gente que acredita em conto da carochinha. Observatório não muda lei processual. Daqui duas semanas ninguém mais lembra disto, vide comissão de notáveis que iria fiscalizar a duplicação da faixa velha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *